Siga-nos

Perfil

Expresso

Desporto

António Oliveira acusa Olivedesportos de controlar FPF e Liga

O antigo selecionador António Oliveira acusou a empresa Olivedesportos de constituir um lóbi que domina o futebol português, na FPF e na Liga.

O antigo selecionador português de futebol António Oliveira acusou a empresa Olivedesportos de constituir um lóbi que domina o futebol português, determinando quem preside à Federação e à Liga de clubes. 

"O presidente da Federação é colocado por um lóbi fortíssimo que existe em Portugal. O presidente da Liga é colocado por interesses do lóbi que domina o futebol em Portugal. [Esse lóbi é] a Olivedesportos, obviamente", afirmou António Oliveira, em entrevista à RTP, referindo-se ao grupo controlado pelo seu irmão, Joaquim Oliveira, detentor dos direitos de transmissão televisiva dos campeonatos profissionais portugueses.  

Para o antigo treinador do FC Porto, que há alguns anos cedeu a sua posição na Olivedesportos ao irmão, "enquanto não se alterar este estado de coisas, o modus operandi do futebol vai continuar na mesma".

"Homem de mão que a Olivedesportos continua a ter" 

"O presidente da Federação Portuguesa de Futebol [Fernando Gomes], tal como o anterior [Gilberto Madail], que foi metido pela Olivedesportos, é o homem de mão que a Olivedesportos continua a ter", acrescentou. 

Sobre as eleições intercalares para a presidência da Liga Portuguesa de Futebol Profissional (LPFP), em que concorrem António Laranjo e Mário Figueiredo, António Oliveira disse que "não interessa que tenha mais apoios", pois, para vencer, um candidato "tem de ter é o apoio desse lóbi, dessa instituição, dessa empresa". 

Contratado para selecionador... pela Olivedesportos?

António Oliveira declarou não ter "dúvida nenhuma" de que chegou a selecionador por influência da Olivedesportos. 

"O meu mérito estava lá porque tinha sido bicampeão [com o FC Porto], mas até disso duvidei. (...) Uma das pessoas que me fez perceber foi Gilberto Madail. Dava a impressão de que estava lá porque era da Olivedesportos.

Dava a impressão de que tinha sido contratado para a federação, para a seleção, porque pertencia à Olivedesportos", afirmou. 

António Oliveira, campeão com o FC Porto em 1997 e 1998, ocupou o cargo de selecionador em duas ocasiões, a primeira entre 1995 e 1996, levando Portugal aos quartos de final do Euro96, e a segunda entre 2001 e 2002, saindo de forma pouco pacífica após a eliminação da primeira fase do Mundial-2002.