Siga-nos

Perfil

Expresso

Desporto

CNR/Rali Casino de Espinho: João Barros na frente

  • 333

Cumpridas as três primeiras especiais, João Barros (Ford Fiesta R5) é o comandante do Rali Casino de Espinho, com 0,8” de avanço sobre Carlos Vieira (Citroen DS3 R5)

A prova organizada pelo Targa Clube começou com uma dupla passagem pelas especiais de Gaia Street Stage e pela Super Especial de Santa Maria da Feira, com a classificação a ser definida pela soma dos tempos das duas passagens, por forma a que a prova não tenha mais do 10 classificativas.

É que como, por força do regulamento, o mais rápido da especial contabiliza 0,5 pontos por vitória, sem este “truque” a prova do Targa passaria a ter 12 especiais em vez de 10, o que proporcionaria um ponto extra, que poderia interferir na decisão do título.

A exceção a esta regra, e com o objetivo de equilibrar as contas, são as provas insulares, que tiveram 18 classificativas na Madeira e 16 nos Açores, mas cada uma delas só contabilizava 0,25 pontos.

Mais rápido na dupla passagem pela Gaia Street Stage, Carlos Vieira assumiu o comando com 1,0” de avanço sobre João Barros (Ford Fiesta R5), mas o piloto do Ford conseguiu em Santa Maria da Feira neutralizar essa desvantagem e assumir o comando, com Miguel Barbosa (Skoa fabia R5) a ocupar a terceira posição.

José Pedro Fontes (Citroen DS3 R5), principal candidato à vitória, começou mal o rali e na primeira passagem por Gaia Street Stage perdeu 17,8” como consequência de ter feito um pião e de ter deixado o motor ir abaixo, o que o coloca na quinta posição a 23,1” do comandante.

Amanhã, os concorrentes vão passar duas vezes pelas especiais de Ferreira de Castro (8,10 km – 10.00 e 14.40), Burgões (10,70 km – 10.25 e 15.05), Arestal (16,36 km – 10.55 e 15.35) e Rio Caima (14,23 km – 11.50 e 16.30), que decidirão o vencedor da penúltima prova do Campeonato Nacional de Ralis.

Classificação geral, após três especiais:

1.º, João Barros/Jorge Henriques (Ford Fiesta R5), 8’52,9”; 2.º, Carlos Vieira/Jorge Carvalho (Citroen DS3 R5), a 0,8”; 3.º, Miguel Barbosa/Miguel Ramalho (Skoda Fabia R5), a 10,8”; 4.º, Pedro Meireles/Mário Castro (Skoda Fabia R5), a 13,4”; 5.º, José Pedro Fontes/Inês Ponte (Citroen DS3 R5), a 23,1”; 6.º, Fernando Peres/José Pedro Silva (Ford Fiesta R5), a 23,4”; 7.º, Diogo Gago/Hugo Magalhães (Peugeot 208), a 25,6”; 8.º, Elias Barros/Ricardo Faria (Ford Fiesta R5), a 29,7”; 9.º, Joaquim Alves/Luís Ramalho (Ford Fiesta R5), a 33,6”; 10.º, Miguel Carvalho/Rui Raimundo (Citroen C2 R2 Max), a 35,9”. Estão classificadas mais oito equipas.