Siga-nos

Perfil

Expresso

Desporto

MotoGP de Aragão: Brad Binder campeão de Moto3

  • 333

JAVIER CEBOLLADA / EPA

Só faltou a vitória de um piloto espanhol na categoria Moto2 para o GP de Aragão ter tido o lugar mais alto do pódio monopolizado pelos pilotos da casa, mas em contrapartida definiu o primeiro campeão de 2016, o sul-africano Brad Binder (KTM), na categoria Moto3

Como de costume, a corrida da categoria mais lenta foi emocionante, com os quatro primeiros a terminarem separados por menos de um segundo. A vitória pertenceu ao espanhol Jorge Navarro (Honda), que levou a melhor sobre o sul-africano e os italianos Enea Bastianini (Honda) e Fábio Di Giannantonio (Honda), que com ele discutiram a vitória até aos últimos metros.

O espanhol fez o que lhe competia para adiar a decisão do título, mas o segundo lugar de Brad Binder garantiu-lhe a conquista do ceptro, quatro provas antes do final da temporada.

Na categoria rainha (MotoGP), Marc Marquez (Honda), que largou da “pole”, assumiu o comando, mas uma “atravessadela”, na terceira volta, fê-lo cair para quinto. Ficou assim atrás dos seus compatriotas Maverick Viñales (Suzuki) e Jorge Lorenzo (Yamaha) e dos italianos Valentino Rossi (Yamaha), seu principal adversário na luta pelo título, e Andrea Dovizioso (Ducati).

Recuperado do “susto”, o comandante do campeonato lançou-se na recuperação e à 12.ª volta (das 23 que compunham a corrida) ascendeu ao comando para não mais o largar. Aumentou para 52 pontos o avanço sobre Valentino Rossi, que foi terceiro, atrás do seu colega de equipa Jorge Lorenzo, depois de, também ele, ter cometido um erro.

Na categoria Moto2, desta vez sem Miguel Oliveira, a recuperar da fratura da clavícula esquerda, o inglês Sam Lowes (Kalex) venceu à frente do espanhol Alex Marquez (Kalex) e do italiano Franco Morbidelli (Kalex).

Na luta pelo título, o francês Johann Zarco (Kalex) viu a sua vantagem sobre o espanhol Alex Rins (Kalex) reduzir-se para um ponto, quando há 100 em jogo, com Miguel Oliveira a descer para 19.º, como consequência da sua ausência no traçado espanhol.

Classificações

Corridas

MOTO2 – 1.º, Sam Lowes (Kalex), 21 voltas (106,638 km), em 40’00,885” (159,8 km/h); 2.º, Alex Marquez (Kalex), a 3,289”; 3.º, Franco Morbidelli (Kalex), a 3,321”; 4.º, Thomas Luthi (Kalex), a 5,181”; 5.º, Takaaki Nakagami (Kalex), a 10,722”; 6.º, Alex Rins (Kalex), a 12,164”; 7.º, Lorenzo Baldassarri (Kalex), a 12,385”; 8.º, Johann Zarco (Kalex), a 12,612”; 9.º, Simone Corsi (Speed Up), a 14,004”; 10.º, Jonas Folger (Kalex), a 18,164”. Classificaram-se mais 19 pilotos.

MOTOGP – 1.º, Marc Marquez (Honda), 23 voltas (116,794 km), em 41’57,678” (167,0 km/h); 2.º, Jorge Lorenzo (Yamaha), a 2,740”; 3.º, Valentino Rossi (Yamaha), a 5,893”; 4.º, Maverick Viñales (Suzuki), a 8,238”; 5.º, Cal Crutchlow (Honda), a 13,221”; 6.º, Dani Pedrosa (Honda), a 17,072; 7.º, Aleix Espargaro (Suzuki), a 18,522”; Pol Espargaro (Suzuki), a 19,432”; 9.º, Álvaro Bautista (Aprilia), a 23,071”; 10.º, Stefan Bradl (Aprilia), a 27,898”. Classificaram-se mais nove pilotos.

MOTO3 – 1.º, Jorge Navarro (Honda), 20 voltas (101,560 km), em 39’56,973 (152,5 km/h); 2.º, Brad Binder (KTM), a 0,030”; 3.º, Enea Bastianini (Honda), a 0,007”; 4.º, Fábio Di Giannantonio (Honda), a 0,162”; 5.º, Joan Mir (KTM), a 1,724”; 6.º, Jorge Martin (Mahindra), a 1,903”; 7.º, Aron Canet (Honda), a 1,979”; 8.º, Gabriel Rodrigo (KTM), a 3,008”; 9.º, Juanfran Guevara (KTM), a 3,101”; 10.º, Philipp Oetil (KTM), a 3,559”. Classificaram-se mais 20 pilotos.

Classificações dos “Mundiais”, depois da prova aragonesa:

Pilotos

MOTO2 – 1.º, Johann Zarco, 202; 2.º, Alex Rins, 201 pontos; 3.º, Sam Lowes, 161; 4.º, Thomas Luthi, 154; 5.º, Franco Morbidelli, 141; 6.º, Takaaki Nakagami, 135; 7.º, Jonas Folger, 133; 8.º, Hafizh Syahrin, 103; 9.º, Lorenzo Baldassarri, 99; 10.º, Simone Corsi, 74; …; 19.º, Miguel Oliveira, 33. Estão classificados mais 12 pilotos.

MOTOGP – 1.º, Marc Marquez, 248 pontos; 2.º, Valentino Rossi, 196; 3.º, Jorge Lorenzo, 182; 4.º, Dani Pedrosa, 155; 5.º, Maverick Viñales, 149; 6.º, Cal Crutchlow, 105; 7.º, Andrea Dovizioso, 104; 8.º, Andrea Iannone, 96; 9.º, Pol Espargaro, 96; 10.º, Hector Barbera, 84. Estão classificados mais 14 pilotos

MOTO3 – 1.º, Brad Binder, 249 pontos; 2.º, Jorge Navarro, 143; 3.º, Enea Bastianini, 139; 4.º, Joan Mir, 117; 5.º, Nicolo Bulega, 113; 6.º, Fábio Di Giannantonio, 111; 7.º, Francesco Bagnaia, 110; 8.º, Romano Fenati, 93; 9.º, Niccolo Antonelli, 81. 10.º, Jakub Kornfeil, 80; Estão classificados mais 21 pilotos

Marcas

MOTO2 – 1.º, Kalex, 350 pontos; 2.º, Speed Up, 107; 3.º, Tech 3, 24; 4.º, Suter, 6

MOTOGP – 1.º, Honda, 291 pontos; 2.º, Yamaha, 278 3.º, Ducati, 187; 4.º, Suzuki, 155; 5.º, Aprilia, 72

MOTO3 – 1.º, KTM, 296 pontos; 2.º, Honda, 276; 3.º, Mahindra, 157; 4.º, Peugeot, 48

Equipas

MOTOGP – 1.º, Repsol Honda Team, 409 pontos; 2.º, Movistar Yamaha MotoGP, 378; 3.º,Team Suzuki Ecstar, 218; 4.º, Ducati Team, 213; 5.º, Monster Yamaha Tech 3, 141; 6.º, Octo Pramac Yakhnich, 117; 7.º, Avintia Racing, 109; 8.º, LCR Honda, 105; 9.º, Aprilia Racing Team Gressini, 103; 10.º, Pull & Bear Aspar Team, 84; 10.º, Estrela Galicia 0,0 Marc, 70

Próxima prova – Grande Prémio do Japão, no Circuito de Motegi, dia 16 de Outubro