Siga-nos

Perfil

Expresso

Desporto

“Enoja-me ver aldrabões no pódio”, desabafa o campeão europeu dos 100m costas

  • 333

STEFAN WERMUTH / Reuters

Nadador francês Camille Lacourt reagiu assim à medalha de prata conquistada pelo chinês Sun Yang nos 100 m costas, depois de já ter sido campeão olímpico nos 200m livres

O nadador francês Camille Lacourt, vice-campeão mundial e campeão europeu dos 100 metros costas, acusou esta manhã os nadadores chineses de se doparem, em particular Sun Yang, o novo campeão olímpico dos 200 metros livres.

"Dá-me vontade de vomitar", afirmou o nadador aos microfones de uma rádio francesa, acusando o chinês Sun Yang, que em 2014 esteve suspenso três meses por doping, de "mijar roxo".

Lacourt terminou na 5ª posição a final dos 100 metros costas dos Jogos Olímpicos Rio 2016 e manifestou-se logo "bastante zangado" por a medalha de prata dessa prova ter sido conquistada pelo chinês Xu Jiayu.

"Causa-me muita tristeza ver o meu desporto comportar-se desta forma. Parece o atletismo, com dois ou três dopados em cada final. Espero que a Federação Internacional de Natação (FINA) reaja rapidamente e trave esta vergonha (...) Enoja-me ver aldrabões no pódio", disse.

Camille Lacourt terminou na 5ª posição a final dos 100 metros costas dos Jogos Olímpicos Rio 2016

Camille Lacourt terminou na 5ª posição a final dos 100 metros costas dos Jogos Olímpicos Rio 2016

DOMINIC EBENBICHLER / EPA

Sun Yang, que foi campeão olímpico dos 400 metros livres em Londres 2012, já tinha sido alvo de críticas por parte do australiano Mack Horton.

Depois de ter conquistado a medalha de ouro na final dos 400 metros livres no Rio de Janeiro, relegando Sun Yang para o segundo lugar, Horton acusou o chinês de ser "um batoteiro" e um "drogado trapaceiro".