Siga-nos

Perfil

Expresso

Desporto

Lewis Hamilton “foge” a Rosberg

  • 333

RALPH ORLOWSKI/REUTERS

Mais rápido no arranque, o inglês da Mercedes venceu o Grande Prémio da Alemanha e aumentou para 19 pontos o avanço sobre o seu colega de equipa no Mundial de Fórmula 1

Se é certo que Lewis Hamilton fez um bom arranque, ao contrário do alemão que largou da “pole” e que foi, ainda, surpreendido pelos Red Bull do holandês Max Verstappen e do australiano Daniel Ricciardo, quase sendo também pelo Ferrari do seu compatriota Sebastian Vettel, ficou patente que só um imponderável impediria o piloto inglês de repetir o que havia feito a semana passada na Hungria.

Na luta entre os Red Bull, vantagem para o australiano, com o holandês a ter de preocupar-se com os ataques do piloto da Mercedes e com a equipa a reagir bem, quando Nico Rosberg parou para trocar de pneus, mandando-o entrar logo na volta seguinte, o que permitiu a Max Verstappen continuar à frente do seu opositor.

À semelhança do que tinha feito na Áustría, com Lewis Hamilton, Nico Rosberg retardou a travagem para o “gancho” e obrigou o holandês a sair da pista, o que lhe custou uma penalização de cinco segundos, cumprida na paragem seguinte para troca de pneus, o que lhe custou a descida para o quarto lugar, deixando os dois homens da Red Bull no pódio, e um maior atraso na luta pelo título, uma vez que Lewis Hamilton parece lançado para a sua revalidação.

A Ferrari continua a desiludir, com Sebastian Vettel e o finlandês Kimi Raikkonen a repetirem o quinto e sexto lugares alcançados na Hungria, o que teve como consequência a descida da marca italiana para o terceiro lugar entre os construtores, ultrapassada pela Red Bull.

Classificação

1.º, Lewis Hamilton (Mercedes MGP W07/Mercedes), 67 voltas (306,458 km), em 1h 30m 44,200s (202,646 km/h)
2.º, Daniel Ricciardo (Red Bull RB12/TAG-Heuer), a 6,996s
3.º, Max Verstappen (Red Bull RB12/TAG-Heuer), a 13,413s
4.º, Nico Rosberg (Mercedes MGP W07/Mercedes), a 15,945s
5.º, Sebastian Vettel (Ferrari SF16-H/Ferrari), a 32,570s
6.º, Kimi Raikkonen (Ferrari SF16-H/Ferrari), a 37,023s
7.º, Nico Hulkenberg (Force India VJM09/Mercedes), a 1m10,049s
8.º, Jenson Button (McLaren MP4-31/Honda), a uma volta
9.º, Valtteri Bottas (Williams FW38/Mercedes), a uma volta
10.º, Sergio Perez (Force India VJM09/Mercedes), a 1 volta
11.º, Esteban Gutierrez (Haas VF-16/Ferrari), a uma volta;
12.º, Fernando Alonso (McLaren MP4-31/Honda), a uma volta
13.º, Romain Grosjean (Haas VF16-Ferrari), a uma volta
14.º, Carlos Sainz (Toro Rosso STR11/Ferrari), a uma volta
15.º, Daniil Kvyat (Toro Rosso STR11/Ferrari), a uma volta
16.º, Kevin Magnussen (Renault RS16/Renault), a uma volta
17.º, Pascal Wehrlein (Manor MRT05/Mercedes), a duas voltas
18.º, Marcus Ericsson (Saber C35/Ferrari); a duas voltas
19.º, Jolyon Palmer (Renault RS16/Renault), a duas voltas
20.º, Rio Haryanto (Manor MRT05/Mercedes), a duas voltas

Classificações dos Mundiais, depois do GP da Alemanha:

PILOTOS – 1.º, Lewis Hamilton, 217 pontos; 2.º, Nico Rosberg, 198; 3.º, Daniel Ricciardo, 133; 4.º, Kimi Raikkonen, 122; 5.º, Sebastian Vettel, 120; 6.º, Max Verstappen, 115; 7.º, Valtteri Bottas, 58; 8.º, Sergio Perez, 48; 9.º, Felipe Massa, 38; 10.º, Nico Hulkenberg, 33; 11.º, Carlos Sainz, 30; 12.º, Romain Grosjean, 28; 13.º, Fernando Alonso, 24; 14.º, Daniil Kvyat, 23; 15.º, Jenson Button, 14, 16.º, Kevin Magnussen, 6; 17.º, Stoffel Vandoorne, Pascal Wehrlein, 1

CONSTRUTORES – 1.º, Mercedes AMG Petronas F1 Team, 415 pontos; 2.º, Infiniti Red Bull Racing, 256; 3.º, Scuderia Ferrari, 242; 4.º, Williams Martini Racing, 96; 5.º, Sahara Force India F1 Team, 81; 6.º, Scuderia Toro Rosso, 45; 7.º, McLaren Honda, 42; 8.º, Haas F1 Team, 28; 9.º, Renault Sport F1 Team, 6; 10.º, Manor Racing MRT, 1.

Próxima prova – GP da Bélgica, no Circuito de Spa-Francirchamps, dia 28 de Agosto.