Siga-nos

Perfil

Expresso

Desporto

Mourinho proíbe equipa do Manchester de jogar Pokemon Go

  • 333

NIGEL RODDIS / EPA

O treinador do Manchester United, José Mourinho, proibiu o seu plantel de jogar Pokemon Go, nos dois dias anteriores aos jogos. O objetivo? Promover a concentração dos jogadores.

A última derrota do Manchester frente ao Dortmund, na sexta-feira, por 4-1, não caiu bem a José Mourinho, que decidiu tomar medidas. Em Old Trafford desde finais de Maio, o treinador decidiu proibir os seus jogadores de jogarem Pokemon Go, pelo menos nas 48 horas anteriores aos jogos. O motivo? Promover a concentração e relaxamento do plantel, em vez de o ter agarrado ao telemóvel "à caça de bonecos". "Os jogadores vão ter de ganhar a minha confiança e começar a conquistar o seu lugar no plantel e na equipa", disse o treinador dos Red Devils.

Vários clubes de futebol têm-se associado ao jogo do momento, fazendo dos seus estádios "PokeStops", pontos de referência no mapa que gera recompensas no jogo. Já houve, claro, pequenos distúrbios associados à caça de Pokemons - jogadores fechados dentro de estádios enquanto caçavam, e até futebolistas que celebraram golos a caçar os bonecos da Nintendo.