Siga-nos

Perfil

Expresso

Desporto

GP da Hungria: Nico Rosberg impõe-se

  • 333

LASZLO BALOGH/REUTERS

Na semana em que renovou, por mais dois anos, com a Mercedes, o alemão Nico Rosberg assegurou a “pole position” para o GP da Hungria, uma das mais importantes do ano

Com apenas um ponto de vantagem sobre o seu colega de equipa, o inglês Lewis Hamilton, o alemão dispõe de uma excelente oportunidade para aumentar o avanço pontual, uma vez que as ultrapassagens no traçado magiar não são fáceis. Partir na frente é meio caminho andado para o sucesso.

Com as condições atmosféricas a tornarem a qualificação uma “lotaria” e a provocarem, primeiro, o seu atraso, e depois três interrupções - que se deveram a acidentes com Marcus Ericsson (Sauber), Felipe Massa (Williams) e Rio Haryanto (Manor) -, os Mercedes mantiveram a superioridade patenteada ao longo do ano. Nico Rosberg “esmagou” a concorrência na Q1, sendo o único a chegar ao segundo “33”.

As condições atmosféricas melhoraram na Q2 e na Q3 já foi possível usar “slicks”, o que se refletiu nos tempos efetuados. Na Q3, quando estava no topo da tabela de tempos e fazia a sua última volta lançada, Lewis Hamilton foi obrigado a abortá-la. Uma bandeira amarela foi exibida para anunciar o despiste do espanhol Fernando Alonso (McLaren-Honda). Nico Rosberg, que estava à frente do espanhol, conseguiu a 26.ª “pole” da sua carreira, sendo o único a chegar ao segundo “19”. O australiano Daniel Ricciardo (Red Bull/TAG Heuer) chegou a ser primeiro na tabela de tempos.

O holandês Max Verstappen, o segundo homem da Red Bull, conseguiu o quarto melhor tempo, o que torna cada vez mais evidente que a Red Bull já suplantou a Ferrari. O Sebastian Vettel registou o quinto tempo e o finlandês Kimi Raikkonen foi relegado para o 14.º lugar da grelha de partida.

McLaren/Honda, por sua vez, conseguiu colocar os seus dois pilotos na Q3, e o espanhol Fernando Alonso e o inglês Jenson Button vão dividir a quarta linha, confirmando a evolução que a equipa de Woking tem mostrado.

Grelha de partida oficiosa: 1.ª linha – Nico Rosberg (Mercedes MGP W07/Mercedes), 1’19,965”; Lewis Hamilton (Mercedes MGP W07/Mercedes), 1’20,108”; 2.ª linha – Daniel Ricciardo (Red Bull RB12/TAG-Heuer), 1’20,280”; Max Verstappen (Red Bull RB12/TAG-Heuer), 1’0,557”; 3.ª linha – Sebastian Vettel (Ferrari SF16-H/Ferrari), 1’20,874”; Carlos Sainz (Toro Rosso STR11/Ferrari), 1’21,131; 4.ª linha – Fernando Alonso (McLaren MP4-31/Honda), 1’21,211; Jenson Button (McLaren MP4-31/Honda), 1’21,597; 5.ª linha – Nico Hulkenberg (Force India VJM09/Mercedes), 1’21,823”; Valtteri Bottas (Williams FW38/Mercedes), 1’22,182”; 6.ª linha – Romain Grosjean (Haas VF16-Ferrari), 1’24,941”; Daniil Kvyat (Toro Rosso STR11/Ferrari), 1’25,301”; 7.ª linha – Sergio Perez (Force India VJM09/Mercedes), 1’25,416”; Kimi Raikkonen (Ferrari SF16-H/Ferrari), 1’25,435”; 8.ª linha – Esteban Gutierrez (Haas VF-16/Ferrari), 1’26,189”; Felipe Nasr (Sauber C35/Ferrari), 1’27,063”; 9.ª linha – Jolyon Palmer (Renault RS16/Renault), 1’43,965; Felipe Massa (Williams FW38/Mercedes), 1’43,999”; 10.ª linha – Kevin Magnussen (Renault RS16/Renault), 1’44,543”; Marcus Ericsson (Saber C35/Ferrari); 1’46,984”; 11.ª linha – Pascal Wehrlein (Manor MRT05/Mercedes), 1’47,343”; Rio Haryanto (Manor MRT05/Mercedes), 1’50,189”

Classificações dos Mundiais, antes do GP da Hungria:

PILOTOS – 1.º, Nico Rosberg, 168 pontos; 2.º, Lewis Hamilton, 167; 3.º, Kimi Raikkonen, 106; 4.º, Daniel Ricciardo, 100; 5.º, Sebastian Vettel, 98; 6.º, Max Verstappen, 90; 7.º, Valtteri Bottas, 54; 8.º, Sergio Perez, 47; 9.º, Felipe Massa, 38; 10.º, Romain Grosjean, 28; 11.º, Nico Hulkenberg, Carlos Sainz, 26; 13.º, Daniil Kvyat, 23; 14.º, Fernando Alonso, 18; 15.º, Jenson Button, 13, 16.º, Kevin Magnussen, 6; 17.º, Stoffel Vandoorne, Pascal Wehrlein, 1

CONSTRUTORES – 1.º, Mercedes AMG Petronas F1 Team, 338 pontos; 2.º, Scuderia Ferrari, 204; 3.º, Infiniti Red Bull Racing, 195; 4.º, Williams Martini Racing, 92; 5.º, Sahara Force India F1 Team, 73; 6.º, Scuderia Toro Rosso, 41; 7.º, McLaren Honda, 32; 8.º, Haas F1 Team, 28; 9.º, Renault Sport F1 Team, 6; 10.º, Manor Racing MRT, 1.