Siga-nos

Perfil

Expresso

Desporto

Messi anuncia fim de carreira na seleção

  • 333

David Ramos/Getty Images

O jogador argentino teve uma contribuição direta para a derrota da seleção argentina, ao falhar um dos penaltis. Após 120 minutos secos de golos, o Chile voltou a sagrar-se campeão no desempate por grandes penalidades

Pode ser só uma decisão de cabeça quente, mas não é o que parece. Lionel Messi, após a derrota da Argentina com o Chile na final da Copa América, anunciou que este foi o seu último jogo pela seleção. “A seleção acabou para mim. É a quarta final que perco, a terceira seguida”, disse Messi aos jornalistas.

O jogador argentino teve uma contribuição direta para a derrota da seleção argentina, ao falhar um dos penaltis. Após 120 minutos secos de golos, o Chile voltou a sagrar-se campeão no desempate por grandes penalidades (4-2). O mesmo já tinha acontecido no ano passado.

Com 29 anos, a retirada de Messi parece ser precoce e fruto de frustrações acumuladas. “Fiz tudo o que podia, mas isto não é para mim. Perdemos a final, faz-me muito mal perder, ainda por cima dos penáltis. A minha decisão está tomada”, disse.

Messi queria conquistar um título de campeão com a Argentina, confessou. Mas tal nunca foi possível, ao contrário da coletânea de distinções que conseguiu com o Barcelona. “Vou sem o conseguir”, disse.

Desde 1993 que a Argentina não conquista a Copa América. Em 2004, 2007, 2015 e 2016 chegou à final desta competição, mas perdeu sempre. Mas estas não foram as únicas frustrações de Messi. Em 2005, na Taça das Confederações, e em 2014, no Mundial do Brasil, os troféus também lhe fugiram dos dedos.

Parte da culpa desta saída precipitada pode ainda estar nas palavras da outra estrela maior do futebol argentino Diego Maradona. Antes da final, o jogador “mão de deus” deixou um recado à equipa do seu país: “Se perdermos, que não regressem”. Messi parece ter levado o recado à letra.