Siga-nos

Perfil

Expresso

Desporto

WTCC Portugal: Tiago Monteiro “arranca” a “pole”

  • 333

Só na derradeira volta, o piloto português conseguiu desalojar o sueco Thed Bjork

Explosão de alegria em Vila Real, quando os adversários de Tiago Monteiro (Honda Civic) não conseguiram fazer melhor do que o piloto português, que garantiu a “pole position” para a corrida principal no traçado transmontano.

Foi uma qualificação empolgante, porque na Q2, Tiago Monteiro só na derradeira volta conseguiu desalojar o sueco Thed Bjork (Volvo S60), da Q3, o que implicava que era o primeiro a entrar em pista para a fase decisiva da qualificação.

Entretanto, o holandês Tom Coronel (Chevrolet Cruze) não escondia a satisfação pelo 10.º tempo, o que o coloca na “pole” para a corrida de abertura e lhe pode proporcionar condições para vencer.

Na altura das decisões Tiago Monteiro foi o primeiro a entrar em ação e a marcar o tempo de referência, que os seus adversários tinham de superar, com o piloto e o público a “sofrerem” durante alguns minutos, porque havia a noção que o tempo não era imbatível.

O hungaro Norbert Michelisz (Honda Civic) foi o primeiro a tentar bater o tempo do português, mas um “toque” nas barreiras de proteção afetou a direção do carro japonês e ficou a quase dois segundos do tempo de Tiago Monteiro.

O argentino José Maria Lopez (Citroen C-Elysée) era o primeiro dos homens da marca francesa a entrar em ação e um dos mais temidos, com o campeão do mundo a fazer um tempo “canhão” no segundo sector, o que parecia colocá-lo na “pole”, mas uma trajetória alargada, no terceiro sector, levou-o a optar por não concluir a volta, depois de ter perdido tempo para não bater nos “rails”.

Seguiu-se o francês Yvan Muller, o segundo homem da Citroen, mas um “toque” na parte final da prova fê-lo perder tempo e ficar a 0,109” do português.

Finalmente, o inglês Robert Huff (Honda Civic) era o último a poder tirar Tiago Monteiro da “pole”, mas um erro, logo no início da volta de qualificação, permitiu a festa portuguesa, com o piloto a não esconder a enorme alegria por ter assegurado a “pole” para a principal corrida da tarde de amanhã.

Grelhas de partida:

1.ª corrida
1.ª linha – Tom Coronel (Chevrolet Cruze); Nicky Catsburg (Lada Vectra);

2.ª linha – Tom Chilton (Citroen C-Elysée); Mehdi Bennani (Citroen C-Elysée);

3.ª linha – Thed Bjork (Volvo S60); José Maria Lopez (Citroen C-Elysée);

4.ª linha – Robert Huff (Honda Civic), Norbert Michelisz (Honda Civic);

5.ª linha – Yves Muller (Citroen C-Elysée); Tiago Monteiro (Honda Civic)

Alinham mais oito pilotos

2.ª corrida
1.ª linha – Tiago Monteiro (Honda Civic), 1’56,633”; Yves Muller (Citroen C-Elysée), 1’56,742”;

2.ª linha – Norbert Michelisz (Honda Civic), 1’58,373”; Robert Huff (Honda Civic), 1’59,031”;

3.ª linha – José Maria Lopez (Citroen C-Elysée), sem tempo; Thed Bjork (Volvo S60), 1’57,641”;

4.ª linha – Mehdi Bennani (Citroen C-Elysée), 1’57,734”; Tom Chilton (Citroen C-Elysée), 1’58,148”;

5.ª linha – Nicky Catsburg (Lada Vectra), 1’58,345”; Tom Coronel (Chevrolet Cruze), 1’58,389.

Alinham mais oito pilotos