Siga-nos

Perfil

Expresso

Desporto

FC Porto processa RTP por “telelixo”

  • 333

FC Porto repudia o teor do telefonema fictício a imitar a voz de Pinto da Costa no programa humorístico “A Culpa é do Ronaldo”. RTP já pediu desculpa

Isabel Paulo

Isabel Paulo

Jornalista

A direção do FC Porto considera que a RTP1 “desonrou o seu estatuto de serviço público” na edição do programa “A culpa é do Ronaldo” emitida na noite de terça-feira. Solidária com Pinto da Costa, a direção do clube repudiou o teor da “performance divulgada no programa”, no qual o humorista Luís Franco Bastos imitou a voz do líder portista - “um pouco distorcida e cansada” - numa reação ficcionada sobre a atuação da seleção nacional.

Em comunicado no site do clube, a direção considera que Pinto da Costa é colocado na pele “de quem é capaz de proferir afirmações indignas e mesmo de natureza criminal - que não se coadunam com a sua imagem pessoal, trato social e relação familiar - configurando a performance um conteúdo típico do comumente chamado telelixo”.

No programa, o suposto Pinto da Costa tece comentários no mínimo depreciativos em relação à sua jovem mulher, Fernanda Miranda, sátira alvo de queixa já enviada à Entidade Reguladora para a Comunicação Social (ERC). O clube já anunciou ainda que o “telelixo” será apreciado pelos tribunais “de forma a que sejam punidos os autores materiais e morais” do programa.

A direção do FC Porto sustenta que a RTP tem obrigação de honrar a sua condição de estação pública, não só por ser paga dos portugueses, mas sobretudo por ter estatuto de serviço público e bandeira do país.

Ao “Jornal de Notícias”, a RTP já lamentou o sucedido: “Pinto da Costa e a esposa foram alvo de uma sucessão de frases das quais não nos orgulhamos. Pelo facto, as desculpas da RTP e de Luís Franco Bastos”.