Siga-nos

Perfil

Expresso

Desporto

F1. A vitória mais fácil de Nico Rosberg

  • 333

Mark Thompson/Getty Images

O alemão Nico Rosberg alcançou a quinta vitória do ano, nas ruas de Baku, palco do GP da Europa, naquela que terá sido a vitória mais fácil da sua carreira

O alemão Nico Rosberg (Mercedes) alcançou a quinta vitória do ano, nas ruas de Baku, palco do GP da Europa, naquela que terá sido a vitória mais fácil da sua carreira.

Mais rápido no arranque, Nico Rosberg aproveitou as longas rectas do traçado da capital do Azerbeijão para depressa fugir aos seus perseguidores e “passear” a sua superioridade. Alcançou assim uma vitória que lhe permitiu aumentar, para 24 pontos, a sua vantagem sobre o inglês Lewis Hamilton (Mercedes), que não foi além do quinto lugar.

O alemão Sebastian Vettel (Ferrari) depressa ultrapassou o australiano Daniel Ricciardo (Red Bull/TAG Heuer) e assumiu o segundo lugar, que manteve até quase à final. Perto da final, o mexicano Sergio Perez (Force India/Mercedes) - que tinha feito o segundo tempo na qualificação, mas que partiu da sétima posição por ter sido penalizado, em cinco lugares, por ter trocado de caixa de velocidades - completou o pódio, numa demonstração da rápida adaptação ao traçado.

O mexicano tinha o terceiro lugar assegurado, pelo facto do finlandês Kimi Raikkonen (Ferrari) ter sido penalizado em cinco segundos, por ter pisado a linha de entrada nas “boxes”. Mas, para que não houvesse dúvidas quanto à justiça da sua ida ao pódio, fez questão de deixar o finlandês para trás na penúltima volta.

Outro finlandês, Valtteri Bottas (Williams/Mercedes), foi sexto lugar, à frente de Daniel Ricciardo, que arrancou da primeira linha da grelha. No entanto, na sequência de uma estratégia errada que implicou duas paragens para trocas de pneus, fez o último turno com pneus médios e não foi além do sétimo posto. Ainda assim, ficou à frente do seu companheiro de equipa, o holandês Max Verstappen (Red Bull/TAG Heuer), que esteve longe de brilhar como noutras provas.

Classificação

1.º, Nico Rosberg (Mercedes MGP W07/Mercedes), 51 voltas (306,049 km), em 1.32’52,366” (197,721 km/h); 2.º, Sebastian Vettel (Ferrari SF16-H/Ferrari), a 16,696”; 3.º, Sergio Perez (Force India VJM09/Mercedes), a 25,241”; 4.º, Kimi Raikkonen (Ferrari SF16-H/Ferrari), a 33,102”; 5.º, Lewis Hamilton (Mercedes MGP W07/Mercedes), a 56,335”; 6.º, Valtteri Bottas (Williams FW38/Mercedes), a 1’00,886”; 7.º, Daniel Ricciardo (Red Bull RB12/TAG-Heuer), a 1’09,229”; 8.º, Max Verstappen (Red Bull RB12/TAG-Heuer), a 1’10,696”; 9.º, Nico Hulkenberg (Force India VJM09/Mercedes), a 1’17,708”; 10.º, Felipe Massa (Williams FW38/Mercedes), a 1’25,375”; 11.º, Jenson Button (McLaren MP4-31/Honda), a 1’44,817”; 12.º, Felipe Nasr (Sauber

C35/Ferrari), a 1 volta; 13.º, Romain Grosjean (Haas VF16/Ferrari), a 1 volta; 14.º, Kevin Magnussen (Renault RS16/Renault), a 1 volta; 15.º, Jolyon Palmer (Renault RS16/Renault), a 1 volta; 16.º, Esteban Gutierrez (Haas VF-16/Ferrari), a 1 volta; 17.º, Marcus Ericsson (Sauber C35/Ferrari), a 1 volta; 18.º Rio Haryanto (Manor MRT05/Mercedes), a 2 voltas.

Classificações dos Mundiais, depois do GP da Europa:

PILOTOS – 1.º, Nico Rosberg, 141 pontos; 2.º, Lewis Hamilton, 117; 3.º, Sebastian Vettel, 96; 4.º, Kimi Raikkonen, 81; 5.º, Daniel Ricciardo, 78; 6.º, Max Verstappen, 54; 7.º, Valtteri Bottas, 52; 8.º, Sergio Perez, 39; 9.º, Felipe Massa, 38; 10.º, Daniil Kvyat, Romain Grosjean, 22; 12.º, Nico Hulkenberg, 20; 13.º, Fernando Alonso, Carlos Sainz, 18; 15.º, Kevin Magnussen, 6; 16.º, Jenson Button, 5, 17.º, Stoffel Vandoorne, 1

CONSTRUTORES – 1.º, Mercedes AMG Petronas F1 Team, 258 pontos; 2.º, Scuderia Ferrari, 177; 3.º, Infiniti Red Bull Racing, 140; 4.º, Williams Martini Racing, 90; 5.º, Sahara Force India F1 Team, 59; 6.º, Scuderia Toro Rosso, 32; 7.º, McLaren Honda, 24; 8.º, Haas F1 Team, 22; 9.º, Renault Sport F1 Team, 6

Próxima prova

GP da Áustria, no Red Bull Ring – Spielberg, dia 3 de Julho