Siga-nos

Perfil

Expresso

Desporto

WTCC - Rússia. Do mal o menos

  • 333

Foi confirmada a desclassificação da Honda, mas a marca japonesa viu o seu apelo reduzir a pena para metade, à chegada a Moscovo

Com efeito, os Civic tinham sido desclassificados nas corridas da Hungria e de Marrocos, por os lastros estarem colocados em posição errada, mas o Tribunal de Apelo reduziu a pena a metade, deixando que sejam considerados os resultados da corrida da Hungria, mas mantendo a desclassificação na jornada marroquina.

Como consequência, o argentino Jose Maria Lopez (Citroen C-Elysée) ficou mais isolado no comando, com o marroquino Mehdi Bennani (Citroen C-Elysée) a ascender ao segundo lugar e Tiago Monteiro (Honda Civic) a descer para terceiro, em igualdade pontual, com o francês Yvan Muller (Citroen C-Elysée).

Entretanto, no traçado moscovita, com o asfalto molhado, por uma chuva que não cessou de cair, e contra todas as expectativas, a Lada dominou a qualificação e colocou três carros nas três primeiras posições para a corrida principal, com nenhum dos Citroen a entrar na Q3, onde um Chevrolet Cruze (James Thompson) e um Honda (Nobert Michelisz) completaram o lote dos que discutiram a “pole position” para a corrida principal.

Mais rápido na Q2, o holandês Nicky Catsburg (Lada Vesta) impôs-se na Q3, à frente do italiano Gabriele Tarquini (Lada Vesta), seu colega de equipa, tendo sido os únicos a baixar a barreira dos dois minutos.

Em contrapartida, ao ser décimo na Q2, Tiago Monteiro garantiu a “pole position” para a corrida de abertura, o que pode permitir-lhe começar a recuperação pontual, enquanto a Citroen, que tem dominado a temporada, viu os seus pilotos oficiais não irem além do sexto (Jose Maria Lopez) e oitavo (Yvan Muller) lugares, o que os vai fazer partir no meio do pelotão e terem uma tarefa mais difícil do que tem sido habitual para chegarem à vitória.

Finalmente, referência ao facto de, no MAC3, o contra-relógio por marcas, a Lada, que está a “jogar em casa”, ter feito o melhor tempo o que confirma a eficácia revelada na qualificação e coloca os seus pilotos como sérios candidatos à vitória na corrida principal.

Grelhas de partida

CORRIDA DE ABERTURA1.ª linha: Tiago Monteiro, Mehdi Bennani; 2.ª linha: Yvan Muller; Tom Coronel 3.ª linha: Jose Maria Lopez, Norbert Michelisz; 4.ª linha: James Thompson; Hugo Valente; 5.ª linha: Gabriele Tarquini. Nicky Catsburg; Alinham mais sete pilotos.

CORRIDA PRINCIPAL1.ª linha: Nicky Catsburg (Lada Vesta), 1’57,722”; Gabriele Tarquini (Lada Vesta), 1´59,160”; 2.ª linha: Hugo Valente (Lada Vesta), 2’00,201”, James Thompson (Chevrolet Cruze), 2’01,141”; 3.ª linha: Norbert Michelisz (Honda Civic), 2’01,357”; Jose Maria Lopez (Citroen C~Elysée), 2’00,561”; 4.ª linha: Tom Coronel (Chevrolet Cruze), 2’00,826”; Yvan Muller (Citroen C-Elysée), 2’00,882; 5.ª linha: Mehdi Bennani (Citroen C-Elysée), 2’00,942”; Tiago Monteiro (Honda Civic), 2’01,073” Alinham mais sete pilotos