Siga-nos

Perfil

Expresso

Desporto

Rali de Portugal em contagem decrescente na Baixa do Porto

  • 333

A classificativa Porto Street Stage, em pleno coração histórico da Invicta, arranca esta sexta. Os pilotos partem junto ao Rivoli, aceleram para os Aliados, contornam a Trindade, junto à Câmara do Porto, e darão um grande salto em frente ao Edifício Axa, antes de rumar a São Bento e subir a Avenida da Ponte até à meta, na Sé

Isabel Paulo

Isabel Paulo

Jornalista

O circuito já está montado para reveber a inédita classificativa urbana do rali de Portugal, prova pontuável para o Campeonato do Mundo WRC. A etapa, que se disputa em plena Baixa perante o olhar de milhares de curiosos, irá percorrer um circuito de 1850 metros, que incluirá chicanes, peões de 270 e 360 graus, além do grande salto numa rampa colocada em frente ao icónico Edifício Axa.

As primeira partida é às 19h03, com um intervalo de dois minutos, conforme os regulamento do WRC. Ao todo, serão 112 os carros inscritos, o que promete emoções fortes para quem acompanhar ao vivo a prova. Quem quiser asistir ao rali à borla, a Rua dos Clérigos oferece uma vista panorâmica para o giro de 360º na Praça da Liberdade, a inclinada Rua 31 de Janeiro permitirá uma observação privilegiada na viragem dos pilotos para a Estação de São Bento, enquanto a alternativa Rua Elísio Melo é uma boa opção para assistir à entrada dos carros na Avenida dos Aliados.

Apesar do incómodo para os comerciantes locais e para residentes que não gostam de desportos motorizados, Rui Moreira garante que a maioria das pessoas estão entusiasmadas, defendendo que o saldo custo-benefício será positivo para a cidade. O presidente da Câmara do Porto refere ainda que o evento é seis vezes mais barato do que o Circuito da Boavista, a prova menina dos olhos do seu antecessor Rui Rio.