Siga-nos

Perfil

Expresso

Desporto

Triatlo aumenta para 71 os portuguesas qualificados para o Rio 2016

  • 333

João Pereira (à esq.) é um dos três trialtelas apurados para os Jogos do Rio de Janeiro

JONAS EKSTROMER / AFP / Getty Ymages

João Silva e João Pereira já tinham matematicamente assegurada a presença nos Jogos Olímpicos, enquanto Miguel Arraiolos teve de aguardar pela atualização, esta manhã, da lista de qualificação da União Internacional de Triatlo

A qualificação dos triatletas João Pereira, João Silva e Miguel Arraiolos fez aumentar para 71 o número de portugueses qualificados para os Jogos Olímpicos de 2016, que se realizam no Rio de Janeiro entre 5 e 21 de agosto.

João Silva, 9.º classificado em Londres 2012, e João Pereira já tinham matematicamente assegurada a presença no Rio 2016, enquanto Miguel Arraiolos teve de aguardar pela atualização desta manhã da lista de qualificação da União Internacional de Triatlo (ITU, na sigla inglesa).

Entre os portugueses apurados, com 18 elementos está a seleção de futebol, cujo 2.º lugar no Europeu de sub-21 de 2015 permitiu a Portugal regressar ao torneio dos Jogos Olímpicos, 12 anos depois da participação em Atenas2004.

O atletismo tem neste momento 19 atletas qualificados, menos 11 do que a 100 dias de Londres2012 – embora na altura vários tivessem apenas mínimos B. Ricardo Ribas (maratona), Marta Onofre (salto com vara) e Irina Rodrigues (lançamento do disco) foram os últimos a garantirem o apuramento, numa lista em que há 23 atletas com mínimos, mas apenas 19 estarão no Rio 2016, já que existem cinco atletas com mínimos na prova de 20 km marcha e outras cinco na maratona feminina, disciplinas cuja quota por nação é limitada a três presenças.

Também Ana Cabecinha (20 km marcha), Dulce Félix (maratona e 10.000 m), Filomena Costa (maratona), Inês Henriques (20 km marcha), João Vieira (20 km marcha e 50 km marcha), Miguel Carvalho (50 km marcha), Nélson Évora (triplo salto), Susana Costa (triplo salto), Patrícia Mamona (triplo salto), Pedro Isidro (50 km marcha), Rui Pedro Silva (maratona), Sara Moreira (10.000 m e maratona), Sérgio Vieira (20 km marcha), Susana Feitor (20 km marcha), Vanessa Fernandes (maratona), Vera Santos (20 km marcha), Tsanko Arnaudov (lançamento do peso), Jéssica Augusto (maratona) e Yazaldes Nascimento (100 m) e Daniela Cardoso (20 km marcha) têm mínimos.

A ginástica, que fechou recentemente a qualificação no evento teste no Rio de Janeiro, conseguiu o pleno nos apuramentos possíveis nessa prova, com Ana Rente e Diogo Abreu a assegurarem vaga nos trampolins e Filipa Martins e Gustavo Simões na artística.

O ténis de mesa tem também já três lugares assegurados, por Marcos Freitas e Tiago Apolónia, em masculinos, e Fu Yu, em femininos, vagas garantidas no torneio de apuramento de singulares.

Também a cavaleira Luciana Diniz garantiu uma quota para Portugal na disciplina de saltos de obstáculos, para aqueles que serão os seus terceiros Jogos Olímpicos, depois de ter estado em Atenas 2004 pelo Brasil e em Londres 2012 por Portugal.

A missão lusa tem também asseguradas presenças no taekwondo, com Rui Bragança, em -58 kg, e no tiro, com uma vaga, para as provas de pistola de ar comprimido 10 m e pistola 50 metros, assegurada pelo experiente João Costa.

Na canoagem, Portugal também já assegurou seis vagas, com Fernando Pimenta (K1 1000 metros) e Teresa Portela (K1 500) já com lugares assegurados, enquanto Alexis Santos e Diogo Carvalho são os únicos portugueses, para já, com mínimos na natação, ambos nos 200 metros estilos.

O ciclismo de estrada garantiu quatro lugares para os Jogos Olímpicos Rio 2016 e terá mais um atleta do que em 2012, sendo que um destes quatro participará também no contrarrelógio.

Na vela, a frota nacional será composta por Sara Carmo (Laser Radial), Gustavo Lima (Laser), João Rodrigues (RS:X) e a dupla Jorge Lima/José Costa (49er), menos três embarcações do que as que chegaram a Londres 2012.

Telma Santos e Pedro Martins vão repetir no torneio de badminton do Rio de Janeiro a presença de Londres 2012, depois da atualização da lista de qualificação da Federação Internacional da modalidade.