Siga-nos

Perfil

Expresso

Desporto

Jesus: “Essa pergunta tem de fazê-la ao treinador do Benfica. Retratar-me do quê?”

  • 333

José Coelho / Lusa

Jesus esteve quase a dar os parabéns ao Benfica, só que quando lhe perguntaram sobre Rui Vitória...

Houve ali um instante em que o impensável esteve para acontecer - Jorge Jesus quase, quase a dar os parabéns ao Benfica. Disse ele: “O Benfica fez 88 pontos, o Sporting fez 86, fizeram os dois um campeonato muito bom. Não podemos estar aqui a dizer que foi só por sorte que o Benfica ganhou”.

Mas a pergunta seguinte na conferência de imprensa após o Braga 0-4 Sporting foi sobre Rui Vitória e a relação que ele e o treinador do Benfica tiveram durante a época, e Jorge Jesus não se aguentou. “Retratar-me? Tem de fazer essa pergunta ao treinador do Benfica. Não estou a perceber a sua pergunta, retratar-me do quê?”

E voltou a cair na armadilha do autoelogio, em que ele tantas vezes se deixa apanhar. O Sporting voltará a ser grande porque ele está no Sporting, tal como o Benfica voltou a ser grande porque ele esteve no Benfica. Foi lá que ele ganhou 11 títulos em seis anos e isso é que conta, porque isso é que fica para a história, já que a história faz-se de títulos e não de outras coisas quaisquer. Ou então não.

Ou então depende da perspetiva, do lugar onde ele está, porque ia julgar que o tinha ouvido dizer, minutos antes, que nem sempre ganha a melhor equipa, quando há meses quem ia à frente é que era melhor e ponto final.

Jesus tem um problema em reconhecer a derrota e isso já vem de longe, de tão longe que ninguém consegue precisar a primeira vez que o ouvimos falar assim. E também não será a última que o ouviremos a criticar os colegas. “Deixámos muitas coisas [no Benfica], criatividade, e os outros vão buscar as nossas ideias. Ok? Por isso é que eu ganho, ok? Siga.”