Siga-nos

Perfil

Expresso

Desporto

Fórmula 1: Hamilton, 3 – Rosberg, 2

  • 333

Mark Thompson/Getty Images

O inglês Lewis Hamilton alcançou a “pole position” para o GP de Espanha, desempatando, a seu favor, a igualdade com o alemão Nico Rosberg, no que diz respeito à primeira posição da grelha de partida

Como de costume a luta pela “pole” foi travada pelos “Mercedes boys”, com o inglês a impôr-se de forma clara, como o demonstram os 0,280” que o separaram do seu colega de equipa.

A surpresa veio dos Red Bull que suplantaram a Ferrari e asseguraram a segunda linha da grelha, com o australiano Daniel Ricciardo a ultrapassar o seu novo colega de equipa, o holandês Max Verstappen, vindo da Toro Rosso, para onde foi enviado o russo Daniil Kvyat. O holandês mostrou merecer a confiança da equipa ao bater os Ferrari do finlandês Kimi Raikkonen e do alemão Sebastian Vettel, que partilham a terceira linha da grelha.

Destaque, ainda, para o espanhol Fernando Alonso (McLaren/Honda) que, pela primeira vez nesta temporada, conseguiu chegar à Q3, em último lugar, o que o coloca na 10.ª posição da grelha de partida.

A “despromoção” de Daniil Kvyat parece ter afetado a parte psicológica do russo, que não foi além do 13.º tempo, claramente atrás do espanhol Carlos Sainz, que assegurou o oitavo tempo. Fica assim ao lado do finlandês Valtteri Bottas (Williams/Mercedes), que foi o único piloto da equipa de Grove a entrar na Q3.

Grelha de partida oficiosa:

1.ª linha – Lewis Hamilton (Mercedes MGP W07/Mercedes), 1’22,00”; Nico Rosberg (Mercedes MGP W07/Mercedes), 1’22,280”;

2.ª linha – Daniel Ricciardo (Red Bull RB12/TAG-Heuer), 1’22,680”; Max Verstappen (Red Bull RB12/TAG-Heuer), 1’23,087”;

3.ª linha – Kimi Raikkonen (Ferrari SF16-H/Ferrari), 1’23,113”; Sebastian Vettel (Ferrari SF16-H/Ferrari), 1’23,334”;

4.ª linha – Valtteri Bottas (Williams FW38/Mercedes), 1’23’522”; Carlos Sainz (Toro Rosso STR11/Ferrari), 1’23’643”;

5.ª linha – Sergio Perez (Force India VJM09/Mercedes), 1’23,782”; Fernando Alonso (McLaren MP4-31/Honda), 1’23,981”;

6.ª linha – Nico Hulkenberg (Force India VJM09/Mercedes), 1’24,203”; Jenson Button (McLaren MP4-31/Honda), 1’24,348”;

7.ª linha – Daniil Kvyat (Toro Rosso STR11/Ferrari), 1’24,445”; Romain Grosjean (Haas VF16-Ferrari), 1’24,480”;

8.ª linha – Kevin Magnussen (Renault RS16/Renault), 1’24,625”; Esteban Gutierrez (Haas VF-16/Ferrari), 1’24,778”;

9.ª linha –Jolyon Palmer (Renault RS16/Renault), 1’24,903”; Felipe Massa (Williams FW38/Mercedes), 1’24,491”;

10.ª linha – Marcus Ericsson (Sauber C35/Ferrari), 1’25,202”; Felipe Nasr (Sauber C35/Ferrari), 1’25,579”;

11.ª linha – Pascal Wehrlein (Manor MRT05/Mercedes), 1’25,745”; Rio Haryanto (Manor MRT05/Mercedes), 1’25,939”

Classificações dos Mundiais, antes da prova espanhola:

PILOTOS – 1.º, Nico Rosberg, 100 pontos; 2.º, Lewis Hamilton, 57; 3.º, Kimi Raikkonen, 43; 4.º, Daniel Ricciardo, 36; 5.º, Sebastian Vettel, 33; 6.º, Felipe Massa, 32; 7.º, Romain Grosjean, 18; 8.º, Daniil Kvyat, 21; 9.º, Valtteri Bottas, 19, 10.º, Max Verstappen, 13; 11.º, Fernando Alonso, 8; 12.º, Nico Hulkenberg, Kevin Magnussen, 6; 14.º, Carlos Sainz, 4; 15.º, Sergio Perez, 2; 16.º, Stoffel Vandoorne, Jenson Button, 1

CONSTRUTORES – 1.º, Mercedes AMG Petronas F1 Team, 157 pontos; 2.º, Scuderia Ferrari, 76; 3.º, Infiniti Red Bull Racing, 57; 4.º, Williams Martini Racing, 51; 5.º, Haas F1 Team, 22; 6.º, Scuderia Toro Rosso, 17; 7.º, McLaren Honda, 10; 8.º, Sahara Force India F1 Team, 8; 9.º, Renault Sport F1 Team, 6