Siga-nos

Perfil

Expresso

Desporto

Tiago Monteiro no pódio em Marrocos

  • 333

Quarto na corrida de abertura, o piloto português da Honda Civic subiu ao derradeiro lugar do pódio na corrida principal, completando a “tripla” da Honda

A corrida de abertura foi ganha pelo veterano holandês, Tom Coronel (Chevrolet Cruze), que não vencia desde 2012, com a Chevrolet a averbar o 85.º triunfo, sendo a marca com mais vitórias, com o último a datar de 2014.

Para a vitória do holandês, que arrancou de quarto muito contribuiu o “toque”, logo na volta inaugural, que o francês Hugo Valente (Lada Vesta) deu no inglês James Thompson (Chevrolet Cruze), que partilhavam a primeira linha, com Tom Coronel a “saltar” para o comando e defender-se dos ataques dos dois Citroen oficiais, que completaram o pódio, com o argentino Jose Maria Lopez, à frente do francês Yvan Muller.

Tiago Monteiro foi quarto à frente dos seus colegas de equipa, o húngaro Norbert Michelisz e o inglês Robert Huff.

Na segunda corrida, que decorreu com o asfalto molhado, em consequência da chuva que começou a cair sobre Marrakech, os Honda, que ocupavam as três primeiras posições da grelha fizeram “jogo de equipa”, com Robert Huff e Norbert Michelisz a manterem as posições do momento da largada, enquanto Tiago Monteiro era surpreendido por Jose Maria Lopez.

Só que, um erro do argentino permitiu ao português ascender ao terceiro lugar posição mantida até final, apesar da pressão do bi-campeão do mundo, que conserva o comando do campeonato, agora, com 14 pontos de avanço sobre Tiago Monteiro.

Classificações

CORRIDA DE ABERTURA – 1.º, Tom Coronel (Lada Vesta), 21 voltas (62,391 km), em 29’30,458”; 2.º, Jose Maria Lopez (Citroen C-Elysée), a 0,319”; 3.º, Yvan Muller (Citroen C-Elysée), a 2,185”; 4.º, Tiago Monteiro, a 2,492”; 5.º, Norbert Michelisz (Honda Civic), a 3,770”; 6.º, Robert Huff (Honda Civic), a 4,433”; 7.º, Gabriele Tarquini (Lada Vesta), a 9,517”; 8.º, Tom Chilton (Citroen C-Elysée), a 11,403”; 8.º, Mehdi Bennani (Citroen C-Elysée), a 12,294”; 10.º, Fredrik Ekblom (Volvo S60),a 16,540”. Classificaram-se mais três pilotos.

CORRIDA PRINCIPAL – 1.º, Robert Huff, 22 voltas (65,362 km), em 34’31,337” (115,4 km/h); 2.º, Norbert Michelisz, a 0,611”; 3.º, Tiago Monteiro, a 1,251”; 4.º, Jose Maria Lopez, a 2,710”; 5.º, Yvan Muller, a 9,916”; 6.º, Gabriele Tarquini, a

10,517”; 7.º, Hugo Valente (Lada Vesta), a 32,503”; 8.º, Mehdi Bennani, a 36,143”; 9.º, James Thompson (Chevrolet Cruze), a 37,222”; 10.º, Tom Chilton (Citroen C-Elysée), a 44,097. Classificaram-se mais seis pilotos.

Classificações dos “Mundiais”, depois da prova marroquina:

PILOTOS – 1.º, Jose Maria Lopez, 138 pontos; 2.º Tiago Monteiro, 124 pontos; 3.º, Robert Huff, 98; 4.º, Norbert Michelisz, 85; 5.º, Mehdi Bennani, 83; 5.º, Yvan Muller, 79; 7.º, Nicky Catsburg, 51; 8.º, Tom Chilton, 45; 9.º, Tom Coronel, 41; 10.º, Gabriele Tarquini, 36. Estão classificados mais sete pilotos

MARCAS – 1.º, Citroen, 347 pontos; 2.º, Honda, 308; 3.º, Lada, 171; 4.º, Polestar 90.

Próxima prova – Nordschleife (Alemanha), dia 28 de Maio