Siga-nos

Perfil

Expresso

Desporto

Sp. Braga confirma buscas da PJ, mas sublinha que não é o visado da investigação

  • 333

Em comunicado, o clube minhoto esclarece que não está implicado na investigação criminal que levou a PJ a efetuar buscas esta manhã ao Estádio Municipal do Braga

O Sp. Braga confirmou esta terça-feira que a Polícia Judiciária se deslocou esta manhã ao Estádio Municipal de Braga no âmbito da “Operação Matrioskas”, que investiga alegados crimes de branqueamento de capitais e associação criminosa.

Em comunicado, o Sp. Braga garante ainda que a investigação não diz respeito a nenhum elemento do clube minhoto e que se mostrou disponível para cooperar com as autoridades

“Nem a SC Braga – Futebol SAD nem qualquer um dos seus representantes ou colaboradores são visados na investigação referida, tendo prestado todas as informações solicitadas e demonstrado total disponibilidade para cooperar com as entidades competentes”, afirma o clube em comunicado.

Esta manhã, a PJ efetuou buscas nas SAD do Benfica, Sporting e União de Leiria e nos estádios de futebol do Braga e do Leiria, no âmbito de suspeitas de crimes relacionados com a transferência de jogadores no União de Leiria.

A “Operação Matrioskas” está ser liderada pelo Departamento de Investigação Criminal de Leiria desde o início de 2015.

  • Benfica, Sporting, Sp. Braga e Leiria alvo de buscas

    As SAD do Benfica, Sporting, Sporting de Braga e União de Leiria estão a ser palco de buscas por parte da Polícia Judiciária, mas o alvo da "Operação Matrioskas" é apenas o clube de Leiria. Em causa está a transferência de jogadores russos deste clube e suspeitas de branqueamento de capitais. Diligências já permitiram a constituição de arguidos