Siga-nos

Perfil

Expresso

Desporto

Real Madrid nega que Ronaldo tenha uma rutura muscular

  • 333

Cristiano Ronaldo nem sequer foi para o banco no jogo desta terça-feira contra o Manchester City, que terminou empatado.

FACUNDO ARIZABALAGA/EPA

Ronaldo está em dúvida para o jogo deste sábado, frente à Real Sociedad e também não se sabe se vai poder jogar na segunda mão da Liga dos Campeões, depois de ter falhado o jogo com o Manchester City, na última noite

Helena Bento

Jornalista

É um dos assuntos do momento em Espanha. Depois de vários media locais terem avançado que Cristiano Ronaldo falhou a partida com o Manchester City por sofrer de uma rutura muscular, depois do jogo o Real Madrid negou essas informações. De acordo com um porta-voz do clube, o português não sofreu uma rutura muscular no bícepes femoral da coxa direita, conforme tinham avançado diversas publicações.

Recuemos no tempo: há exatamente uma semana, no jogo de quarta-feira passada frente ao Villarreal para o campeonato espanhol, Ronaldo abandonou o campo em cima do apito final aparentemente lesionado. No sábado seguinte, contra o Rayo Vallecano, também para a Liga espanhola, Cristiano nem sequer entrou em campo. E o mesmo aconteceu na noite desta terça-feira, no estádio do Manchester City, para a 1ª mão das meias-finais da Liga dos Campeões.

CR7 justificou posteriormente a sua ausência dizendo que ainda se encontrava “sensível” e que, por isso, preferia não arriscar. “Se fosse uma final jogava”, assegurou à televisão Antena 3, antes de se dirigir para a bancada. E o Real Madrid reafirmou não se tratar de nada grave

A dúvida está lançada: Cristiano Ronaldo pode jogar ou não? O jogador deverá efetuar mais exames nos próximos dias e não é seguro qie alinhe na deslocação do Real Madrid a San Sebastian, este sábado, para o jogo com a Real Sociedad. O mesmo se aplica para o jogo da segunda mão da Liga dos Campeões, em Madrid, agendado para a próxima quarta-feira.

Aqui chegados, convirá recordar o calvário sofrido por Ronaldo há dois anos, também am abril, com uma lesão muscular na outra coxa, a esquerda. A verdade é que falhou vários jogos, no campeonato e na Liga dos Campeões, e no final da época chegou lesionado aos trabalhos da seleção nacional, de preparação para o Mundial dos Estados Unidos – torneio em que Portugal falhou rotundamente, eliminado na fase de grupos, e Cristiano “só apareceu” no último jogo. Este ano, recorde-se, a fechar a época há ainda um Campeonato da Europa, em França...