Siga-nos

Perfil

Expresso

Desporto

Doping. Inspeções surpresa fizeram suspender laboratório de Lisboa

  • 333

FRANCK FIFE / AFP / Getty Images

Questões de “independência” e “falta de pessoal qualificado” foram algumas das falhas encontradas pela Agência Mundial Antidoping, que retirou a acreditação internacional. Problemas arrastavam-se desde 2014

Problemas vários detetados em inspeções surpresa realizadas ao Laboratório de Análises em Portugal estiveram na origem da suspensão da sua acreditação, anunciada há dias pela Agência Mundial Antidoping (AMA), escreve esta segunda-feira Hermínio Loureiro, antigo secretário de Estado da Juventude e do Desporto, no jornal “A Bola”.

Os problemas incluem o facto de o “tempo de resposta da análise ser demasiado longo” e a “falta de equipamentos tecnológicos que pudessem despistar novos compostos químicos”, explica Hermínio Loureiro na sua habitual coluna de opinião. A “falta de pessoal qualificado e a questão da independência e autonomia do Laboratório face à Autoridade Antidopagem de Portugal são outras razões mencionadas.

A suspensão teve efeitos imediatos, ficando o laboratório de Lisboa proibido de realizar quaisquer atividades antidoping relacionadas com a AMA – incluindo todas as análises de amostras de urina e sangue – ainda que este organismo não tenha esclarecido os motivos da sua deliberação.

A decisão da AMA, contudo, não terá sido uma surpresa. Ao “Diário de Notícias” do passado sábado, o ex-secretário de Estado da Juventude e Desporto João Wengorovius Meneses (demitiu-se na passada semana) referiu a realização de uma “inspeção surpresa no final de 2014”, onde foram identificadas as questões acima mencionadas e lamentou que o anterior Governo não tenha feito “rigorosamente nada”. Adiantou ainda que “em novembro de 2015 houve uma nova visita surpresa da AMA”, sem que fossem encontrados progressos.

Nos termos do artigo 13.7 do Código Mundial Antidoping, o laboratório poderá apelar da decisão para o Tribunal Arbitral do Desporto (TAS) no prazo de 21 dias a contar da receção da notificação.