Siga-nos

Perfil

Expresso

Desporto

Tiago Monteiro lidera Mundial WTCC

  • 333

Tiago Monteiro ergueu o troféu

@World

Tiago Monteiro (Honda Civic) entra para a história do desporto automóvel nacional ao ser o primeiro piloto a comandar um Campeonato do Mundo

Com duas notáveis corridas na Eslováquia, que lhe valeram um triunfo - o oitavo no campeonato - e um segundo lugar, o piloto português vai chegar à Hungria, cenário da próxima prova, no comando do WTCC (Campeonato do Mundo de Carros de Turismo), com um ponto de avanço sobre o argentino Jose Maria Lopez (Citroen C-Elysée), que ganhou a segunda corrida.

Na primeira corrida, Tiago Monteiro saiu do quarto lugar e colou-se ao marroquino Mehdi Bennani (Citroen C-Elysée), ao longo de toda a corrida, para a duas voltas do fim conseguir encontrar o “buraco” para o ultrapassar e assegurar a vitória. O inglês Robert Huff (Honda Cruze) completou o pódio.

No final, o português não escondia o seu contentamento. “Fiz uma boa partida, o que é importante, e depois coloquei toda a pressão sobre o Bennani, mas não foi fácil ultrapassá-lo. É uma vitória muito importante para a equipa”, disse.

Na segunda corrida, Tiago Monteiro largou na sétima posição, mas graças a outro excelente arranque depressa chegou à quarta posição, atrás do francês Yvan Muller (Citroen C-Elysée), do holandês Nicky Catsburg (Lada Veata) e de Jose Maria Lopez.

Contudo, o desentendimento entre o francês e o holandês levou ao atraso de Yvan Muller, mas os pneus do Lada não aguentaram o esforço que lhes era pedido, e a escassas voltas do final, numa altura em que parecia ter a vitória assegurada, pois chegou a ter mais de um segundo de avanço sobre os perseguidores, Nicky Catsburg foi obrigado a ceder. Jose Maria Lopez e Tiago Monteiro ascenderam às duas primeiras posições, para travarem um intenso duelo, com o argentino a conseguir “segurar” o português e a ser o primeiro piloto a somar dois triunfos esta temporada.

Nicky Catsburg conseguiu “controlar os estragos” e terminou no derradeiro lugar do pódio, à frente do sueco Thed Bjork (Volvo S60) que aproveitou da melhor maneira as “confusões” verificadas à sua frente para terminar em quarto, o melhor resultado da marca sueca até ao momento.

Classificações

CORRIDA DE ABERTURA – 1.º, Tiago Monteiro (Honda Civic), 11 voltas (65,142 km), em 23’30,309” (167,5 km/h); 2.º, Mehdi Bennani (Citroen C-Elysée), a 2,526”; 3.º, Robert Huff (Honda Civic), a 3,119”; 4.º, Gabriele Tarquini (Lada Vesta), a 9,247”; 5.º, Jose Maria Lopez (Citroen C-Elysée), a 9,543”; 6.º, Norbert Michelisz (Honda Civic), a 10,085”; 7.º, Yvan Muller (Citroen C-Elysée), a 10,659”; 8.º, Thed Bjork (Volvo S60), a 11,129”; 9.º, Tom Chilton (Citroen C-Elysée), a 11,606”; 10.º, Fredrik Ekblom (Volvo S60), a 12,567”. Classificaram-se mais seis pilotos.

CORRIDA PRINCIPAL – 1.º, Jose Maria Lopez, 12 voltas (71,024 km), em 25’44,212” 168,3 km/h); 2.º, Tiago Monteiro, a 0,700”; 3.º, Nicky Catsburg (Lada Vesta), a 3,260”; 4.º, Thed Bjork, a 3,868”; 5.º, Norbert Michelisz, a 4,620”; 6.º, Yvan Muller, a 4,737”; 7.º, Mehdi Bennani, a 5,262”; 8.º, Tom Chilton, a 5,952”; 9.º, Fredrik Ekblom, a 7,551”; 10.º, Tom Coronel (Chevrolet Cruze), a 9,011”. Classificaram-se mais cinco pilotos

Classificações dos “Mundiais”, depois da prova eslovaca

PILOTOS – 1.º, Tiago Monteiro, 77 pontos; 2.º, Jose Maria Lopez, 76; 3.º, Norbert Michelisz, 50; 4.º, Robert Huff, 49; 5.º, Mehdi Bennani, 46; 6.º, Nicky Catsburg, Yvan Muller, 34; 8.º, Thed Bjork, 22; 9.º, Hugo Valente, 16; 10.º, Gabriele Tarquini, 12. Estão classificados mais quatro pilotos

MARCAS – 1.º, Honda, 170 pontos; 2.º, Citroen 162; 3.º, Lada, 85; 4.º, Polestar 46.

Próxima prova – Hungaroring, dia 24 de Abril