Siga-nos

Perfil

Expresso

Desporto

Líder dos árbitros convidado para suceder a Vítor Pereira

  • 333

Presidente da FPF convidou José Fontelas Gomes para presidir ao Conselho de Arbitragem. Líder da APAF, que nunca apitou um jogo da I Liga, é um nome consensual entre os árbitros e o favorito dos grandes para suceder a Vítor Pereira

Isabel Paulo

Isabel Paulo

Jornalista

O presidente da Associação Portuguesa de Árbitros de Futebol (APAF) confirma ter recebido esta segunda-feira o convite formal de Fernando Gomes para formar uma lista para o Conselho de Arbitragem, nas eleições para a Federação Portuguesa de Futebol do dia 4 de junho. José Fontelas Gomes já afirmou que o convite “é uma honra e acarreta grande responsabilidade”.

O candidato a sucessor de Vítor Pereira, que decidiu, em fevereiro, por iniciativa própria abandonar a escaldante cadeira da arbitragem nacional no final desta época, refere que irá aproveitar os próximos dias para formar uma equipa e gizar um ambicioso programa . Como o Expresso avançou um dia após o contestado líder da arbitragem nos últimos 10 anos ter anunciado que fechava um ciclo no final do mandato, Fontelas Gomes afigurava-se o nome preferido da maioria dos árbitros e dos dirigentes dos principais clubes para o próximo quatriénio à frente do Conselho de Arbitragem.

O presidente da APAF, ex-árbitro de futebol mas que nunca chegou ao primeiro escalão, deverá encabeçar uma lista única ao Conselho de Arbitragem, sendo previsível que venha a convidar o ex-internacional Duarte Gomes, que em janeiro antecipou o fim de carreira devido a problemas físicos, e o antigo árbitro Paulo Costa, atual membro da equipa dirigente de Vítor Pereira.

De acordo com um dos elementos do Conselho de Arbitragem ainda em funções, Fontelas Gomes, ábitro internacional de futebol de praia até ao ano passado, tem a vantagem de nunca ter assinalado mal um penálti em jogos decisivos para o título nacional, sendo “uma pessoa cordial, sensata, com espírito de liderança e, principalmente, sem anticorpos nos três grandes”.

Com exceção do Benfica, Sporting, FC Porto e Moreirense, a recandidatura de Fernando Gomes à presidência da FPF já recebeu o apoio formal de 14 clubes da I Liga e da totalidade dos da II Liga, bem como o carimbo público das 22 associações distritais e ainda das seis entidades de classe. A única incógnita até ao momento é a posição da Liga Portugal, liderada por Predro Proença, eleito com a fundamental ajuda de Pinto da Costa, inimigo confesso de Fernando Gomes desde que este saiu pelo seu próprio pé da administração da SAD do FC Porto. há seis anos.

Carlos Marta, adversário do atual presidente da FPF nas eleições de 2011, também já manifestou o seu apoio a Fernando Gomes, bem como Luís Duque, ex-presidente da Liga Portugal que apoiou a lista de Marta. José Mourinho e Cristiano Ronaldo são outros dos defensores da candidatura do antigo responsável pelas área financeira dos azuis e brancos.