Siga-nos

Perfil

Expresso

Desporto

Jornal do Sporting compara diretor de comunicação do Benfica a ministro da propaganda nazi

  • 333

Artigo nomeia os 11 comentadores e jornalistas de que Inácio falava. João Gabriel é o “capitão”

O “Jornal Sporting”, órgão oficial do clube de Alvalade, põe na primeira página os nomes que Inácio enunciara no programa “Playoff”, da SIC, no domingo à noite. A publicação chama-lhe “o 'onze' de ataque ao Sporting”.

Na página três, surgem as caras dos visados dispostos sobre um campo de futebol. Cada um deles tem um pequeno texto acoplado ao rosto, no qual o “Jornal Sporting” enumera as razões de queixa que diz ter. Debaixo da imagem, há um texto que começa assim:

“‘De tanto repetir uma mentira, ela acaba transformando-se em verdade’, reforçou várias vezes Joseph Goebbels, ministro da propaganda de Hitler. E se tivermos vários locutores e escribas a repetirem a mensagem vezes sem fim, tanto melhor. Seguindo a cartilha de Goebbels, o capitão dos ‘onze’ fora das quatro linhas orquestra a doutrina que chega a cada um dos peões que, na sua maioria, são pagos pela própria máquina, direta ou indiretamente.”

O capitão é João Gabriel, diretor de comunicação do Benfica, o responsável, para o Sporting, pelas “mensagens cozinhadas” que chegam aos media “sem pruridos”.

O artigo termina assim: “Regressemos ao começo: ‘Este homem é perigoso, ele acredita no que diz’, avisou-nos Goebbels”.