Siga-nos

Perfil

Expresso

Desporto

Adeptos do PSV que humilharam mendigos “estão metidos em problemas”

  • 333

Clube holandês já censurou o comportamento dos seus adeptos que humilharam mendigos numa praça em Madrid antes de um jogo para a Liga dos Campeões. Ministério espanhol do Interior diz que se trata de “uma vergonha”

O PSV vai punir os envolvidos na humilhação de um grupo de mendigos. Nas imagens que correram as redes sociais, os homens, equipados a rigor com a camisola do PSV, atiram moedas e pedaços de pão às pedintes, enquanto estas lutam para apanhar a esmola.

“O PSV vai fazer o máximo para identificar as pessoas envolvidas e, se conseguirmos, elas estarão metidas em problemas. O PSV vai tomar medidas adequadas, o que poderá incluir a proibição de entrarem no estádio ou castigos mais severos. Deve ser bem claro que não há lugar para pessoas como estas”, lê-se no comunicado do clube, assinado pelo presidente Toon Gerbrands.

Na passada terça-feira, os holandeses estavam na capital espanhola para assistir ao jogo frente ao Atlético de Madrid, uma partida a contar para os oitavos de final da Liga dos Campeões. Quando apareceu um grupo de mulheres a pedir escola, os apoiantes do PSV decidiram contribuir para a causa, mas em vez de entregaram o dinheiro em mão, preferiram atirá-lo e ficar a ver as mulheres a lutarem pelas moedas pretas. Alguns foram mais longe e fizeram exigências, como flexões, por exemplo.

O clube classificou os atos como “desprezíveis” e garantiu que aqueles comportamentos não correspondem de todo “aos valores e normas éticas” que defende. Também o Ministério do Interior espanhol considerou o acontecimento uma “vergonha absoluta” e sublinhou que “seria muito bom” encontrar os responsáveis.

“É impróprio para uma pessoa ter uma ação com aquelas características. Já vi o vídeo, melhor, vi as fotografias e parecem-me humilhantes e lamentáveis. [É uma conduta] plenamente intragável, que incita ao ódio, segundo a terminologia da Agência Europeia, que preserva e vigia o livre exercício e o respeito dos Direitos Fundamentais”, considerou o ministro do Interior, Jorge Fernández Díaz, citado pelo jornal “AS”.

“Para nós é importante que os holandeses tenham um comportamento civilizado e respeitoso no estrangeiro. O que aconteceu foi um incidente causado por um pequeno grupo que estraga aquilo que deveria ser a festa do futebol”, comentou a embaixada da Holanda em Espanha, citada pelo “El País”.

Mas os incidentes com os adeptos do PSV não se ficaram pela humilhação. Segundo o “AS”, após o jogo seis pessoas foram detidas depois de terem causado alguma confusão na rua e terem pontapeado carros que estavam estacionados.