Siga-nos

Perfil

Expresso

Desporto

A força do futebol: quando o Leicester joga em casa e marca um golo... a terra treme

  • 333

Alan Walter / Reuters

King Power Stadium tem sido o epicentro de ligeiros abalos de terra na zona de Leicester, cuja equipa de futebol comanda surpreendentemente a Premier League e já sonha com o título britânico

Rafael Silva

A nove jornadas do fim do campeonato, o Leicester City continua na liderança da Premier League britânica, mantendo à distância os clubes poderosos do costume: Manchesher City, Manchester United, Chelsea, Arsenal, Tottenham, etc. Os adeptos vão festejando os êxitos da equipa nas bancadas do estádio e um fenómeno curioso tem sido registado na cidade.

Um grupo de estudantes de Geologia da Universidade de Leicester colocou equipamento para deteção de sismos numa escola localizada nas imediações do estádio. Os picos de atividade sísmica foram registados nos períodos em que o Leicester jogava no King Power Stadium. Numa análise mais detalhada, os estudantes constataram que esses picos coincidiam exatamente com as alturas em que os golos da equipa treinada pelo italiano Claudio Ranieri da casa foram marcados.

A 27 de fevereiro, na receção ao Norwich, o marcador apontava 0-0 aos 88 minutos. Um minuto volvido e com o fim do jogo à vista, Leonardo Ulloa marcou o primeiro e único golo da partida. Os festejos e os saltos dos adeptos nas bancadas provocaram um pequeno sismo de 0.3 na escala de Richter.

Três dias depois, o Leicester voltou a receber em casa o West Bromwich. Depois de estar a perder desde os 11 minutos, Daniel Drinkwater marcou o golo do empate à meia-hora de jogo e, desta vez, um abalo de 0.1 foi detetado pelo equipamento dos universitários.

O aparelho da escola funciona em simultâneo com outro semelhante instalado na cave do departamento de Geologia da Universidade de Leicester. Ao medir outros sismos de origem natural, como um de intensidade 2.3 registado este domingo a 135 quilómetros de distância, os estudantes conseguiram calibrar os resultados para determinar a intensidade dos picos registados quando o Leicester marca e os adeptos fazem a festa nas bancadas.

O grupo de estudantes universitários quer agora perceber que jogador é capaz de provocar os sismos de maior intensidade no King Power Stadium. O próximo encontro em casa do Leicester está agendada para a próxima segunda-feira, dia 14, contra o Newcastle, penúltimo classificado da liga britânica.