Siga-nos

Perfil

Expresso

Desporto

A semana de sonho do novo herói de Old Trafford

  • 333

Jason Cairnduff

Depois de, a meio da semana, na estreia com a camisola do Manchester United, Marcus Rashford ter marcado dois golos decisivos que permitiram aos "red devils" manter-se na Liga Europa, o adolescente voltou a bisar e ainda fez uma assistência na vitória (3-2) sobre o Arsenal, naquele que foi o seu primeiro jogo na Premier League

Louis Van Gaal, o treinador do Manchester United, parece viver permanentemente com uma espada de Damocles sobre a cabeça. Está segura por um fino fio de cabelo de José Mourinho, despedido do Chelsea em dezembro, mas que é apontado como o mais do que provável sucessor do holandês, de quem foi adjunto no Barcelona. Ao contrário do português, Van Gaal não é propriamente um treinador popular nos clubes por onde passou, mas de uma coisa não o podem acusar: de não ter coragem de apostar nos jogadores mais novos. O holandês gosta de plantéis curtos, para assim dar oportunidade aos talentos das camadas jovens. Foi com ele que Andrés Iniesta chegou à primeira equipa do Barcelona, que Thomas Muller e David Alaba se estrearam no Bayern de Munique, e que Edgar Davids, Patrick Kluivert e Clarence Seedorf (o jogador mais jovem a atuar na liga holandesa, com apenas 16 anos) se tornaram estrelas do Ajax. Esta semana, Van Gaal fez nascer mais um estrela: o avançado inglês Marcus Rashford, de 18 anos.

Na quinta-feira, o capitão dos sub-18 do United fez o primeiro jogo na equipa principal frente aos dinamarqueses do Midtjylland, para a Liga Europa, aproveitando a lesão durante o aquecimento de Anthony Martial. O avançado francês, que os "red devils" foram buscar no verão ao Mónaco por quase 50 milhões de euros (o negócio poderá chegar aos 80 milhões, dependendo do rendimento do jogador), tem demorado a justificar o investimento: apenas 7 golos em 21 jogos na Premier League. Já o miúdo Rashford, a jogar pela primeira vez em Old Trafford com a camisola da equipa principal, não demorou a deixar a sua marca: fez dois golos no espaço de nove minutos que permitiram ao United dar a volta à eliminatória e tornou-se o mais jovem marcador de sempre da equipa nas competições europeias. Melhor estreia era difícil de imaginar.

OOPS!... HE DID IT AGAIN

Menos de 72 horas depois do encontro, Rashford voltou esta tarde a encantar Old Trafford. Ainda sem Martial e sem Wayne Rooney – que também tem feito uma época dececionante, com 7 golos em 22 jogos –, Van Gaal apostou de novo no jovem avançado e voltou a ser feliz: Rashford marcou os dois primeiros golos (aos 29 e 32 minutos) e fez a assistência para o terceiro na importante vitória (3-2) sobre o Arsenal que deixa os "red devils" ainda a sonhar com apuramento para a próxima Liga dos Campeões. Quatro golos em três dias nos dois primeiros jogos com a camisola do United. Nada mau para um miúdo de 18 anos. Deu até para Van Gaal abandonar a habitual fleuma.

A nova estrela da Premier League nasceu em Manchester na noite de Halloween (31 de outubro) de 1997, poucos meses antes de Van Gaal trocar o Ajax pelo Barcelona. Cresceu no seio de uma família humilde, com quatro irmãos e uma irmã, no subúrbio de Fallowfield, conhecido como a "área dos estudantes", bem perto do quartel-general do Manchester City. Rashford chamou a atenção dos dois rivais aos sete anos e acabou por ser recrutado pelo Fletcher Moss Rangers, um pequeno clube que funciona como viveiro de talentos do United. Por lá passou, por exemplo, Danny Welbeck, que trocou os "red devils" pelo Arsenal e este domingo marcou um dos dois golos dos "gunners" frente à sua antiga equipa.

Nicky Butt, que integrou a equipa do United que venceu a Liga dos Campeões em 1999 (sim, essa dos dois golos de Solskjær ao cair do pano frente ao Bayern de Munique) e agora dirige a academia juvenil dos "red devils", onde Rashford chegou em 2014, não tem dúvidas que este é só o início de uma história de sucesso para o avançado. "Ele é um jogador de top. É explosivo, um rapaz muito talentoso mas também alguém que trabalha no duro". David Horrocks, o primeiro treinador do jovem prodígio no Fletcher Moss Rangers, compara-o a duas lendas do United. "Marcus tem fome de bola, não fica à espera que a bola venha ter com ele. Tem a mesma mentalidade do Eric Cantona e do David Beckam".

Rashford, que ainda vive com a mãe, ganha menos de 2000 euros por semana (40 vezes menos do que Martial, por exemplo) e tem contrato até 2017. Em Old Trafford já devem estar a preparar um novo contrato para não deixar escapar a nova jóia do clube. Se o avançado confirmar o seu talento sob o comando de Mourinho, Van Gaal poderá ao menos gabar-se de ter sido ele a lançá-lo.