Siga-nos

Perfil

Expresso

Desporto

FIFA. Gianni Infantino é o sucessor de Blatter

  • 333

Richard Heathcote/GETTY

“Vamos restabelecer a imagem da FIFA. Temos de estar orgulhosos da FIFA”, declarou esta sexta-feira o advogado suíço-italiano após vencer as eleições para a presidência do organismo que tutela o futebol mundial

Gianni Infantino foi escolhido para suceder a Joseph Blatter na presidência da FIFA, com um mandato válido até 2019. O candidato suíço-italiano venceu à segunda volta, com 115 votos (mais 27 que o sheik Salman Al Khalifa), conseguindo a maioria das 207 federações com direito a voto (duas delas estão suspensas).

“Não consigo exprimir os meus sentimentos. Foi uma jornada longa. Muita gente merece que a FIFA seja respeitada e que seja restaurada a boa imagem da instituição”, declarou após vencer à segunda volta. Para além dele, apenas o presidente da Confederação Asiática Salman Al Khalifa e o vice-presidente da FIFA, o príncipe Ali Bin Al-Hussein, passaram à segunda votação.

A eleição de Infantino surge num período de turbulência no organismo que tutela o futebol mundial, marcado por suspeitas de corrupção e pagamentos ilegais - e pela demissão de Sepp Blatter há cerca de nove meses. Tendo em conta este cenário, e prometendo implementar reformas e melhorar a transparência, o novo presidente da FIFA deixou uma garantia no seu discurso de vitória: “Vamos restabelecer a imagem da FIFA. Temos de estar orgulhosos da FIFA.”

Gianni Infantino, advogado de 45 anos, era secretário-geral da UEFA desde 2009 e contava nesta eleição com o apoio dos países da UEFA e da Federação Portuguesa de Futebol. Esta sexta-feira foi eleito presidente da FIFA, o nono nos seus 112 anos de história.

Notícia atualizada às 17h43