Siga-nos

Perfil

Expresso

Desporto

Broncos de Denver campeões da Superbowl pela terceira vez

  • 333

CONFRONTO. A final do campeonato de futebol americano junta na arena publicitária cerca de 40 marcas

KIRBY LEE - USA TODAY

Defesa da equipa do Colorado não deu hipóteses aos rivais do Carolina Panthers e venceu por 24-10 a final da Liga de Futebol Americano

Os Denver Broncos conquistaram esta madrugada e pela terceira vez na sua história o Super Bowl, final da Liga norte-americana de futebol americano (NFL), ao baterem os Carolina Panthers por 24-10, num encontro em que a chave esteve na defesa.

A defesa dos Broncos foi decisiva, ao travar o melhor ataque da competição e a ‘oferecer’ os dois ensaios conseguidos no encontro, numa partida em que o veterano ‘quarterback’ Peyton Manning esteve pouco inspirado, com apenas 13 passes acertados em 23 tentados, nenhum dos quais para ‘touchdown’, além de ter permitido uma interceção.

Manning, o ‘xerife’, de 39 anos, conquistou pela segunda vez um Super Bowl, tornando-se no primeiro quarterback a ser campeão por duas equipas distintas e no mais velho quarterback a conquistar o troféu.

A final foi disputada em Santa Clara, Califórnia, num evento que já atrai milhões de espectadores em todo mundo e que, anualmente, faz movimentar mais de 14 mil milhões de dólares na economia norte-americana. Este ano, os espetáculos durante o intervalo (halftime) do evento desportivo — cobiçados por muitos artistas norte-americanos, por ser uma das atuações com maior visibilidade nos Estados Unidos — estiveram a cargo de Beyoncé, dos Coldpaly e de Bruno Mars.