Siga-nos

Perfil

Expresso

Desporto

Árbitro assume erro no Sporting-Académica: “Decisão não foi a mais correta”

  • 333

MANUEL DE ALMEIDA / LUSA

Cosme Machado responde às críticas e reconhece o erro “atípico” de validar o segundo golo da Académica. Sobre as declarações de Octávio Machado prefere não tecer comentários

Depois de muitas críticas feitas à arbitragem do Sporting-Académica, é a vez do próprio Cosme Machado, árbitro da partida, assumir o erro de ter validado o segundo golo da Académica. O caso refere-se à anulação de um golo em fora de jogo (assinalado pelo auxiliar da partida e inicialmente bem anulado pelo juiz de Braga), decisão posteriormente revertida pelo árbitro principal, que decidiu validar o golo aos estudantes.

O juiz bracarense aceitou prestar esclarecimentos sobre a situação, que considera “atípica" no mundo do futebol. “Após o segundo golo da Académica, entre muito ruído, informei o assistente que o último a tocar na bola tinha sido o central do Sporting [Ewerton], mas que não tinha a certeza se o avançado estaria muito próximo e influenciasse a sua ação”, explicou Cosme Machado, em entrevista à SIC.

O árbitro da Associação de Futebol de Braga assume a falha no julgamento do lance, já que validou o golo “por indicação do árbitro assistente” que, segundo Cosme Machado, alterou a sua decisão. “Depois de muitas dúvidas no lance, considerámos que foi o defesa quem fez o atraso”, explica. “Verifiquei no próprio estádio que a decisão não foi a correta. A decisão foi tomada por mim como chefe de equipa e assumo-a.”

Sobre as declarações de Octávio Machado, diretor do Sporting que no fim do jogo pediu que Cosme Machado nunca mais fosse nomeado para jogos da sua equipa, o árbitro recusa-se a entrar numa “guerra de palavras”, limitando-se a afirmar que ”as pessoas deveriam ter mais consciência do que dizem”.

O árbitro recusou também fazer comentários a outro dos casos do jogo, uma falta sobre Carlos Mané dentro da grande área. O empurrão de Hugo Seco ao avançado do Sporting poderia ter levado a um penálti a favor dos leões, não assinalado, numa altura em que a Académica ganhava 1-0.

O segundo golo dos estudantes foi validado mas os leões conseguiram dar a volta ao resultado a oito minutos do fim, com um golo de Montero e venceram por 3-2, mantend o primeiro lugar do campeonato, com 51 pontos. O Benfica é segundo, com 49 pontos, e o FC Porto segue em terceiro, com 46 pontos, a cinco da liderança.