Siga-nos

Perfil

Expresso

Desporto

Duarte Gomes deixa arbitragem

  • 333

PAULO CUNHA / AFP / Getty Images

Problemas físicos obrigam o antigo árbitro internacional a antecipar o fim da carreira. Anúncio oficial será feito esta sexta-feira

O ex-árbitro internacional Duarte Gomes, que está inativo desde setembro do ano passado, prepara-se para anunciar a retirada da arbitragem, alegando razões físicas para a decisão, disse à agência Lusa fonte próxima do juiz lisboeta.

Duarte Gomes, de 43 anos, que deverá anunciar o abandono da carreira durante a conferência de imprensa convocada pela Associação Portuguesa de Árbitros de Futebol (APAF) para esta sexta-feira, tem-se debatido com problemas de ordem física que o afastaram da competição desde setembro do ano passado.

Nessa altura, o juiz da Associação de Futebol de Lisboa, natural do Funchal, abdicou das insígnias da FIFA e do seu estatuto de árbitro internacional, justamente pelos motivos que o levam agora a despedir-se da arbitragem e pelo facto de não ter perspetivas de progredir no plano internacional.

A vaga aberta pela sua decisão seria ocupada pelo jovem árbitro algarvio Sérgio Piscarreta, de 32 anos, que passou a integrar o quadro de árbitros internacionais desde janeiro deste ano.

Duarte Gomes esteve cinco meses lesionado durante a época passada, somou duas notas negativas, mas foi nomeado para vários jogos consecutivos na parte final da temporada que lhe permitiram elevar a média pontual e evitar a descida de escalão, ao contrário do que sucedeu com o seu colega Marco Ferreira, da Associação de Futebol do Funchal, também ele internacional, escolhido para dirigir a final da Taça de Portugal entre o Sporting e o Sporting de Braga.

O juiz da Associação de Futebol de Lisboa subiu à primeira categoria em 1997 e ostentava as insígnias da FIFA desde 2002.