Siga-nos

Perfil

Expresso

Desporto

Tony Price e Stéphane Peterhansel confirmam triunfos

  • 333

Foi em ambiente de festa que a cidade de Rosário recebeu no sábado os sobreviventes do Dakar 2016, prova marcada por várias anulações devido aos efeitos do El Niño e ao intenso calor. Aqueles que chegaram ao fim foram recebidos em apoteose

Nas motos, o australiano Toby Price (KTM) sagrou-se vencedor, com uma parte final mais descansada devido ao atraso de Paulo Gonçalves (Honda), que acabaria por desistir depois de uma queda que lhe provocou um traumatismo craniano.

Também devido a uma queda, o francês Antoine Meo (KTM), que fez a estreia na prova (detém vários títulos mundiais no Enduro), perdeu o pódio e terminou em sétimo, depois de uma derradeira etapa em que se “arrastou” por causa da queda da véspera.

O esloveno Stefan Svitko (KTM) e o chileno Pablo Quintanilla (Husqvarna) subiram ao pódio, com Hélder Rodrigues (Yamaha) a quedar-se pelo quinto lugar, a 57” do argentino Kevin Benavides (Honda), depois de ter sido penalizado em três minutos na sexta-feira aparentemente por excesso de velocidade, embora a organização não tenha sido clara na justificação da referida penalização.

Ao português restou a consolação de ser o melhor piloto da Yamaha

Sensacional fim de prova de Mário Patrão (KTM), décimo no derradeiro SS, 13º na geral, o seu melhor resultado, e vencedor da Categoria Maratona, nas quais os pilotos correm com motos de série e com muitas restrições em relação à substituição de peças.

Bianchi Prata (Honda), 69º, foi o outro português a terminar nas duas rodas, já que Ruben Faria (Husqvarna) desistiu, tal como Paulo Gonçalves, em consequência de uma queda.

Nos automóveis, a Peugeot, depois do descalabro da edição anterior, impôs-se de forma clara, com o francês Stéphane Peterhansel (Peugeot 2008 DKR) a averbar o sexto triunfo nos automóveis, 12º na história da prova e igualando o número de sucessos nas duas e nas quatro rodas, que era um dos seus objetivos.

Foi nas dunas de Fiambala que o “sr. Dakar”, aproveitando a longa experiência que tem da prova, passou ao ataque e garantiu o triunfo, depois de na fase inicial o seu compatriota Sébastien Loeb, que participou pela primeira vez na prova, ter dominado de forma clara, tirando partido de o facto de a prova decorrer nessa fase em caminhos percorridos no “Mundial” de Ralis.

Só que depois Sébastien Loeb não evitou algumas das “armadilhas” do “Dakar” e chegou mesmo a capotar. Resta-lhe a consolação de ter ganho quatro etapas, com o piloto (9º) a não esconder o desejo de regressar para o ano.

Com esta vitória, Stéphane Peterhansel, que este sábado foi um discreto 13º, faz a Peugeot regressar ao lugar mais alto do pódio, 26 anos depois do triunfo do finlandês Ari Vatanen, e interrompe uma série de 14 vitórias dos carros de tração total.

O qatari Nasser Al-Attiyah (Mini All4 Racing), que foi o mais direto opositor dos pilotos da marca do leão, teve de contentar-se com o segundo lugar do pódio e reconheceu que lhe era impossível acompanhar o andamento dos carros da marca francesa.

O sul-africano Giniel De Villiers (Toyota Hilux Overdrive) completou o pódio, que teve três carros de marcas diferentes, depois de a Peugeot ter chegado a monopolizar as três primeiras posições.

Excelente estreia do finlandês Mikko Hirvonen (Mini All4 Racing), mais um piloto vindo do “Mundial” de Ralis, quarto no ano de estreia, a menos de três minutos do sul-africano, mostrando uma rápida adaptação ao todo-o-terreno.

Carlos Sousa (Mitsubishi ASX Racing), a esperança portuguesa para um lugar nos 10 primeiros, abandonou pela terceira vez a prova, desta feita em consequência de uma saída de pista, que o deixou num local de onde não era possível retirar o carro. Por sua vez, Filipe Palmeiro, que navegou o chileno Boris Garafulic, terminou em 23º.

Nos “quads”, vitória do argentino Marcos Patronelli (Yamaha), enquanto o holandês Gerard de Roy (Iveco) assegurou o segundo triunfo nos “pesos pesados”.

Classificações

Sector Selectivo

Motos

1.º, Pablo Quintanilla (Husqvarna), 1.51’27”; 2.º, Kevin Benavides (Honda), a 1’41”; 3.º, Hélder Rodrigues (Yamaha), a 2’37”; 4.º, Toby Price (KTM), a 4’22”; 5.º, Stefan Svitko (KTM), a 6’16”; 6.º, Gerard Farres Guell (KTM), a 10’52”; 7.º Ivan Cervantes Montero (KTM), a 11’50”; 8.º, Ricky Brabec (Honda), a 12’40”; 9.º, Adrien Van Beveren (Yamaha), a 14’09”; 10.º, Mário Patrão (KTM), a 14’43”; …; 49.º, Bianchi Prata (Honda), a 33’49”

Automóveis

1.º; Sébastien Loeb/Daniel Elena (Peugeot 2008 DKR), 1.46’51”; 2.º, Mikko Hirvonen/Michel Perin (Mini All4 Racing), a 1’13”; 3.º, Nasser Al-Attiyah/Mathieu Baumel (Mini All4 Racing), a 1’36”; 4.º, Cyril Despres/David Castera (Peugeot 2008 DKR), a 1’36”; 5.º, Leeroy Poulter/Robert Howie (Toyota Hilux Overdrive), a 2’04”; 6.º, Nani Roma/Alex Haro (Mini All4 Racing), a 2’05”; 7.º, Orlando Terranova/Bernardo Graue (Mini All4 Racing), a 2’39”; 8.º, Giniel De Villiers/Dirk Von Zitzewitz (Toyota Hilux Overdrive), a 3’08”; 9.º, Vladimir Vasiliev/Konstantin Zhitsov (Toyota Hilux Overdrive), a 4’33”; 10.º, Erik Van Loon/Wouter Rosegaar (Mini All4 Racing), a 5’19”; …; 21.º, Boris Garafulic/Filipe Palmeiro (Mini All4 Racing), a 13’12”

Geral

Motos

1.º, Toby Price (KTM), 48.09’15”; 2.º, Stefan Svitko (KTM), a 39’41”; 3.º, Pablo Quintanilla (Husqvarna), a 48’48”; 4.º, Kevin Benvides (Honda), a 54’47”; 5.º, Hélder Rodrigues (Yamaha), a 55’44”; 6.º, Adrien Van Beveren (Yamaha), a 1.46’29”; 7.º, Antoine Meo (KTM), a 1.56’47”, 8.º, Gerard Farres Guell (KTM), a 2.01’00”; 9.º, Ricky Brabec (Honda), a 2.11’27”; 10.º, Armand Monleon (KTM), a 3.27’49”; …; 13.º, Mário Patrão (KTM), a 4.14’32”; …; 69.º, Bianchi Prata (Honda), a 22.28’35”

Automóveis

1.º, Stéphane Peterhansel/Jean Paul Cottret (Peugeot 008 DKR), 45.22’10”; 2.º, Nasser Al-Attiyah/Mathieu Baumel (Mini All4 Racing), a 34’58”; 3.º, Giniel De Villiers/Dirk Von Zitzewitz (Toyota Hilux Overdrive), a 1.02’47”; 4.º, Mikko Hirvonen/Michel Perin (Mini All4 Racing), a 1.05’18”; 5.º, Leeroy Poulter/Robert Howie (Toyota Hilux Overdrive), a 1.30’43”; 6.º, Nani Roma/Alex Haro (Mini All4 Racing), a 1.41’06”; 7.º, Cyril Despres/David Castera (Peugeot 2008 DKR), a 1.49’04”; 8.º, Vladimir Vasiliev/Konstantin Zhitsov (Toyota Hilux Overdrive), a 2.01’45”; 9.º; Sébastien Loeb/Daniel Elena (Peugeot 2008 DKR), a 2.22’09”; 10.º, Harry Hunt/Andreas Schulz (Mini All4 Racing), a 3.11’30”; ... ; 23.º, Boris Garafulic/Filipe Palmeiro (Mini All4 Racing), a 9.33’18”