Siga-nos

Perfil

Expresso

Desporto

Herói português do Dakar abandona a competição

  • 333

NICOLAS AGUILERA / EPA

Paulo Gonçalves, o piloto que há três dias arriscou o primeiro lugar na prova para ajudar um adversário que sofreu uma queda aparatosa, foi forçado a desistir

Andou nas bocas do mundo quando, há três dias, não hesitou em ajudar um adversário direto, o austríaco Matthias Walkner, a levantar-se após ter sofrido uma queda, arriscando a primeira posição. Mas o percurso do herói português nesta competição chegou ao fim: Paulo Gonçalves vê-se obrigado a desistir depois de durante a nona etapa do Rali Dakar 2016 ter tido problemas com o radiador da sua Honda.

“Paulo Gonçalves está fora do Dakar 2016. Um arbusto entrou no radiador da sua mota e partiu-o. Toda a água saiu e poucos quilómetros depois o Paulo teve de parar com o motor partido”, anunciou o diretor da equipa Honda, Martino Bianchi, na sua página do Facebook.

O acompanhamento ao vivo feito pela página oficial do rali também foi dando conta dos problemas com que Paulo Gonçalves se deparou, tendo sido obrigado a parar no segundo posto de controlo da nona etapa, relata a TSF.

Paulo Gonçalves tinha caído para o segundo lugar depois da oitava etapa da prova, segunda-feira, que decorreu entre Salta e Belen, na Argentina. O piloto ocupava a primeira posição na prova geral de motos do rali, mas caiu e perdeu o lugar para o australiano Toby Price.

Se continuasse a competir, o português estaria agora a 2.05 minutos do líder australiano, tendo em conta os resultados da prova geral.

O vídeo de Paulo Gonçalves que o mundo aplaudiu