Siga-nos

Perfil

Expresso

Desporto

FIFA quer expulsão definitiva de Blatter e Platini

  • 333

MARCUS BRANDT / EPA

Ex-dirigentes podem ter pela frente mais do que oito anos de suspensão. Em causa está a acusação de que Platini recebeu 1,8 milhões de euros em 2011 de Blatter

Catarina Pelica

Começou a guerra de recursos no caso mais mediático do futebol. Investigadores da FIFA anunciaram esta terça-feira que querem a revisão da decisão de suspender durante oito anos Sepp Blatter e Michel Platini por considerarem a medida insuficiente.

“A câmara de instrução pretende apelar contra a decisão sobre Blatter e Platini no comité de recurso da FIFA”, disse Andreas Bantel, porta-voz do Comité de Ética da FIFA, à Agence France-Presse.

O ex-presidente da FIFA, Sepp Blatter, e o ex-dirigente da UEFA, Michel Platini, negam as acusações de que são alvo e avançam também com recursos. Platini apresentou oficialmente esta segunda-feira um recurso para diminuir ou eliminar a pena. O advogado de Blatter, Richard Cullen, garantiu no domingo que irá fazer o mesmo.

Os apelos serão ouvidos pelo Comité de Apelo da FIFA mas o caso poderá seguir para o Tribunal Arbitral do Desporto.

Sepp Blatter, 79 anos, e Michel Platini, 60 anos, foram proibidos no dia 21 de dezembro de desempenharem qualquer cargo no mundo do futebol nos próximos oito anos. Em causa está a acusação de que Platini recebeu 1,8 milhões de euros em 2011 de Blatter.