Siga-nos

Perfil

Expresso

Desporto

Dakar 2016. À espera de decisões

  • 333

MARCOS BRINDICCI/REUTERS

A interrupção do SS, em CP2 (km 178), em consequência do muito calor que se fazia sentir, nas dunas de Fiambala, e que estava a afetar em particular os “motards”, faz com que não se saiba muito bem o que vai suceder, em termos de classificação

Enquanto houve competição, o australiano Toby Price (KTM), apesar de ser o primeiro na estrada, entrou ao ataque e ganhou tempo aos seus perseguidores, esperando ter a vitória na mão, mas faltam as decisões dos Comissários Desportivos.

É que a excelente prova que Paulo Gonçalves (Honda) vinha a fazer, e que lhe permitiu estar no comando durante vários dias e ser o mais sério opositor do australiano, pode ter terminado em CP2, quando problemas com o radiador da moto obrigaram o “motard” português a ficar parado.

A desistência parecia iminente, mas a interrupção do SS pode permitir ao português manter-se em prova e em condições de poder continuar a discutir a vitória, porque serão considerados os tempos em CP2.

Contudo, como esta é uma etapa-maratona, ou seja sem assistência no final do dia, Paulo Gonçalves terá de encontrar, no “bivouac”, entre os seus companheiros de equipa, quem o ajude a recuperar a moto para poder prosseguir amanhã.

Mas como a decisão do Comissários Desportivos ainda não foi conhecida, o português não aparece na classificação.

Hélder Rodrigues (Yamaha), apesar de ter caído, terminou o SS em sexto, com Mário Patrão (Honda) a conseguir um excelente 16.º lugar na especial, o que lhe permitiu ascender ao 20.º posto da geral.

Nos automóveis, o espanhol Carlos Sainz (Peugeot 2008 DKR) foi o mais rápido, à frente do surpreendente belga Erik Van Loon (Mini All4 Racing), batido por escassos 10”, e ascendeu ao comando da prova, já com mais de sete minutos sobre o francês Stéphane Peterhansel, seu colega de equipa.

Por sua vez, o francês Sébastien Loeb (Peugeot 2008 DKR) sentiu o que é o verdadeiro “Dakar”, ao ficar “atascado”, mais de uma vez, nas dunas, o que se traduziu em mais de uma hora de atraso, no final do SS.

Entretanto, a Mini apresentou uma reclamação contra o francês Stéphane Peterhansel por, alegadamente, o Peugeot 2008 DKR ter sido reabastecido, ontem, em local proibido (km 180 da especial).

Para Bruno Famin, diretor desportivo da Peugeot Sport, "o reabastecimento foi legal, porque está marcado no itinerário".

Para o piloto a sanção pode ir das 6 horas de penalização à desclassificação em consequência da decisão dos Comissários Desportivos que abriram um inquérito para apurar o que se passou.

A etapa de amanhã

Um SS de 278 km, para todos, com as motos e os “quads” a percorrerem um total de 561 km, pernoitaram no “bivouac” a cumprirem a segunda parte da etapa maratona, enquanto automóveis e camiões tem de andar 763 km leva a caravana de Belén até La Rioja, com a maior parte do traçado a ter lugar nas dunas de Fiambala, o que faz com esta etapa, quase toda percorrida em fora de estrada, possa ser determinante na definição do vencedor da prova.

De referir que, amanhã, os 10 primeiros das motos e dos automóveis partirão ao mesmo tempo, o que proporcionará momentos de intensa competição direta.

Classificações

Sector Selectivo

Motos

1.º, Toby Price (KTM), a 2.24’19”; 2.º, Kevin Benavides (Honda), a 7’10”; 3.º, Stefan Svitko (KTM), a 10’33”; 4.º, Pablo Quintanilla (Husqvarna), a 10’48”; 5.º, Brabec (Honda), a 11’03”; 6.º, Antoine Meo (KTM), a 11’53”; 7.º, Van Beveren (Yamaha), a 14’23”; 8.º, Gerard Farres Guell (KTM), a 14’38”; 9.º, Hélder Rodrigues (Yamaha), a 16’00”; 10.º, Monelon (KTM); a 16’38”; ...; 16.º, Mário Patrão (KTM), a 30’22”; ...; 35.º, Bianchi Prata (Honda), a 54’47”. Classificaram-se mais 50 pilotos.

Automóveis

1.º, Carlos Sainz/Lucas Cruz (Peugept 2008 DKR), 2.35’31”; 2.º, Erik Van Loon/Wouter Rosengaar (Mini All4 Racing), a 10”; 3.º, Mikko Hirvonen/Michel Perin (Mini All4 Racing), a 38”; 4.º, Giniel De Villiers/Dirk Von Zitzewitz (Toyota Hilux Overdrive), a 38”; 5.º, Nasser Al-Attiyah/Mathieu Baumel (Mini All4 Racing), a 2'04"; 6.º, Cyril Despres/David Castera (Peugeot 2008 DKR), a 6’46”; 7.º, Stéphane Peterhansel/Jean Paul Cottret (Peugeot 2008 DKR), a 9’12”; 8.º, Yazeed Al Rahji/Timo Gottschalk (Toyota Hilux Overdrive), a 9’38”; 7.º, Orlando Terranova/Bernardo Graue (Mini All4 Racing), a 10’53”; 10.º, Corbett/Mohr (Century), a 15’31”; 50.º, Boris Garafulic/Filipe Palmeiro (Mini All4 Racing), a 3.53’46”

Geral

Motos

1.º, Toby Price (KTM), 29.53’15”; 2.º, Stefan Svitko (KTM), a 24’47”; 3.º, Pablo Quintanilla (Husqvarna), a 32’14”; 4.º, Kevin Benvides (Honda), a 33’05”; 5.º, Antoine Meo (Honda), a 40’37”; 6.º, Hélder Rodrigues (Yamaha), a 46’51”; 7.º, Gerard Farres Guell (KTM), a 52’10”; 8.º, Brabec (Honda), a 1.02’42”; 9.º, Adrien Van Beveren (Yamaha), a 1.08’10”; 10.º, Botturi (Yamaha), a 1.17’.17”; …; 20.º, Mário Patrão (KTM), a 2.11’57”; ...; 56.º, Bianchi Prata (Yamaha), a 8.11’51”. Estão classificados mais 29 pilotos.

Automóveis

1.º, Carlos Sainz/Lucas Cruz (Peugeot 2008 DKR), 28.29”34; 2.º, Stéphane Peterhansel/Jean Paul Cottret (Peugeot 008 DKR), a 7’03”; 3.º, Nasser Al-Attiyah/Mathieu Baumel (Mini All4 Racing), a 14’38”; 4.º, Mikko Hirvonen/Michel Perin (Mini All4 Racing), a 34’50”; 5.º, Giniel De Villiers/Dirk Von Zitzewitz (Toyota Hilux Overdrive), a 53’18”; 6.º, Yazeed Al Hajri/Timo Gottschalk (Toyota Hilux Overdrive), a 1.01’48”; 7.º, Leeroy Poulter/Robert Howie (Toyota Hilux Overdrive), a 1.03’25”; 8.º, Erik Van Loon/Wouter Rosengaar (Mini All4 Racing), a 1.28’05”; 9.º, Nani Roma/Alex Haro (Mini All4 Racing), a 1.42’55”; 10.º, Cyril Despres/David Castera (Peugeot 2008 DKR), a 1.51’30”; …; 23.º, Boris Garafulic/Filipe Palmeiro (Mini All4 Racing), a 6.18’08”