Siga-nos

Perfil

Expresso

Desporto

Paulo Gonçalves aumenta a vantagem

  • 333

MARCOS BRINDICCI

Uma vez mais as condições atmosféricas condicionaram o “Dakar”, com o Sector Selectivo (SS) a ser interrompido, para as motos, ao km 15 da segunda parte, por um rio ter transbordado, em consequência das fortes chuvadas que caíram na região

O SS de hoje, que era dividido em duas partes, uma na Bolívia e outra na Argentina, com uma neutralização pelo meio, para permitir a passagem da fronteira, foi interrompido, já na Argentina, com as motos a rumarem a Salta, onde amanhã acontece o desejado dia de descanso, neutralizadas, enquanto os carros cumpriram toda a especial.

A segunda parte do SS começou para as primeiras 30 motos mas a tempestade que se abateu sobre a região tornou impossível a progressão, tanto mais que alguns rios transbordaram.

Nas duas rodas, o dia começou mal para o austríaco Matthias Walkner (KTM), terceiro da geral e segundo na estrada, que caiu ao fim de 15 km de percurso, com o português Paulo Gonçalves (Honda) a accionar o sinal de alerta e a permanecer junto do seu adversário, até este ser socorrido, com o piloto a acusar uma fractura do fémur.

Para além do austríaco, também o espanhol Joan Barreda Bort (Honda), que, ontem, terminou a etapa rebocado por um colega de equipa, foi forçado a desistir, ao não alinhar à partida, o que faz com que Paulo Gonçalves deixe de ter um “aguadeiro de luxo”, que era o papel que estava destinado ao espanhol face ao atraso acumulado.

Indiferente ao que sucedia aos seus adversários, o francês Antoine Meo (Honda) dominava de forma clara a primeira parte do SS, com Paulo Gonçalves a assegurar o segundo tempo, depois de lhe ter sido descontados os 10’53” que esteve parado junto do austríaco e cimentou a posição de comandante, tendo agora mais de três minutos de vantagem sobre o australiano Tony Price (KTM).

Para o “motard” português «a semana correu bem e se poder fazer o mesmo na próxima fico feliz. Hoje parei ao pé do Walkner, que caiu, e fiquei com ele até à chegada do Quintanilla. A etapa de hoje tinha alguma navegação no início e atravessava muitos rios, mas depois a chuva, que parecia neve, tornou impossível a continuação».

Satisfeito estava Hélder Rodrigues (Yamaha), quinto na especial, mas “atirado” para 15.º, em consequência de uma penalização de dois minutos, por excesso de velocidade, e que acarretou a descida para sétimo da geral, para quem "o dia correu bem, porque pode acelerar e não cometi erros na navegação. Estou quase recuperado da gripe, o que é um bom sinal para a segunda semana".

De assinalar o excelente SS feito por Mário Patrão (KTM), 22.º na especial, o que lhe permite conservar o 25.º lugar da geral, enquanto Bianchi Prata (Honda) não foi alem do 59.º lugar no SS, sendo 48.º da geral.

Nos automóveis, que acabaram por cumprir todo o SS, apesar das dificuldades sentidas, na segunda parte do SS, o francês Sébastien Loeb (Peugeot 2008 DKR) entrou ao “ataque” e assumiu o comando desde o início ao impôr-se ao ao espanhol Carlos Sainz e ao seu compatriota Stéphane Peterhansel, seus companheiros de equipa, mas seria o espanhol a registar, pela primeira vez este ano, o melhor tempo, à frente de Sébastien Loeb, enquanto o qatari Nasser Al-Attiyah (Mini All4 Racing) conseguiu ser mais rápido do que Stéphane Peterhansel, cinco segundos, e impedia que os carros da marca do leão voltassem a assegurar as três primeiras posições.

Como consequência de ter suplantado o seu compatriota Stéphane Peterhansel, Sébastien Loeb está de regresso ao lugar que tem sido seu, o do comando da edição 2 016 do “Dakar”.

Apesar de estar de regresso ao primeiro lugar, Sébastien Loeb sentiu dificuldades, porque «no início da segunda parte o motor perdeu rendimento, o que nos fez desconcentrar e cometer um erro de navegação, mas, a partir do meio do SS, voltou a funcionar e viemos ao ataque até final»

Para o qatari Nasser Al-Attihay a única esperança que resta «é a de que os Peugeot tenham algum problema, porque caso contrário não consigo ir buscá-los»

Dia de descanso

Amanhã será o dia mais desejado por todos, nesta altura: o dia de descanso

Tempo para homens e máquinas recuperarem o desgaste da primeira semana de prova e para preparem o ataque à segunda, que será decisiva.

Classificações

Sector Selectivo

Motos

1.º, Antoine Meo (KTM), 2.27.27; 2.º, Kevin Benavides (Honda), a 1’53”; 3.º, Paulo Gonçalves (Honda), a 1’56”; 4.º, Michael Metge (Honda), a 3’51”; 5.º, Toby Price (KTM), a 4’33”; 6.º, Pablo Quintanilla (Husqvarna), a 4’52”; 7.º, Txomin Arara (Husqvarna), a 5’03”; 8.º, Gerard Farres Guell (KTM), a 6’01”; 9.º, Stefan Svitko (KTM), a 6’03”; 10.º, Ricky Brabec (Honda), a 6’17”; …; 15.º, Hélder Rodrigues (Yamaha), a 6’28”; …; 22.º, Mário Patrão (KTM), a 8’26”;...; …; 59.º, Bianchi Prata (Honda), a 33’23”. Classificaram-se mais 53 pilotos.

Automóveis

1.º, Carlos Sainz/Lucas Cruz (Peugept 2008 DKR), 3.19.03; 2.º, Sebastien Loeb/Daniel Elena (Peugeot 2008 DKR), a 38”; 3.º, Nasser Al-Attiyah/Mathieu Baumel (Mini All4 Racing), a 3’22”; 4.º, Stéphane Peterhansel/Jean Paul Cottret (Peugeot 2008 DKR), a 3’27”; 5.º, Mikko Hirvonen/Michel Perin (Mini All4 Racing), a 4’07”; 6.º, Cyril Despres/David Castera (Peugeot 2008 DKR), a 5’24”; 7.º, Giniel De Villiers/Dirk Von Zitzweitz (Toyota Hilux Overdrive), a 5’25”; 8.º, Yazeed Al Rahji/Timo Gottschalk (Toyota Hilux Overdrive), a 6’42”; 9.º, Leeroy Poulter/Robert Howie (Toyota Hilux Overdrive), a 6’57”; 10.º, Nani Roma/Alex Haro (Mini All4 Racing), a 7’16”; ...; 20.º, Boris Garafulic/Filipe Palmeiro (Mini All4 Racing), a 23’16”

Geral

Motos

1.º, Paulo Gonçalves (Honda), 22.52’.30”; 2.º, Toby Price (KTM), a 3’12””; 3.º, Stefan Svitko (KTM), a 9’24”; 4.º, Pablo Quintanilla (Husqvarna), a 18’06”; 5.º, Kevin Benvides (Honda), a 21’01”; 6.º, Antoine Meo (Honda), a 21’06”; 7.º, Hélder Rodrigues (Yamaha), a 24’44”; 8.º, Gerard Farres Guell (KTM), a 29’57”; 9.º, Alain Duclos (Sherco TVS), a 30’32”; 10.º, Juan Pedrero Garcia (Sherco TVS), a 31’45”; …; 25.º, Mário Patrão (KTM), a 1.13’.09”;...; 48.º, Bianchi Prata (Honda), a 3.37’57”. Estão classificados mais 54 pilotos.

Automóveis

1.º, Sebastien Loeb/Daniel Elena (Peugeot 2008 DKR), 21.46’28”; 2.º, Stéphane Peterhansel/Jean Paul Cottret (Peugeot 008 DKR), a 2’22”; 3º, Carlos Sainz/Lucas Cruz (Peugeot 2008 DKR), a 4’50”; 4.º, Nasser Al-Attiyah/Mathieu Baumel (Mini All4 Racing), a 17’36”; 5.º, Mikko Hirvonen/Michel Perin (Mini All4 Racing), a 32’53”; 6.º, Giniel De Villiers/Dirk Von Zitzewitz (Toyota Hilux Overdrive), a 33’41”; 7.º, Leeroy Poulter/Robert Howie (Toyota Hilux Overdrive), a 40’19”; 8.º, Yazeed Al Hajri/Timo Gottschalk (Toyota Hilux Overdrive), a 42’51”; 9.º, Vladimir Vasiliev/Konstantin Zhitsov (Toyota Hilux Overdrive), a 53’46”; 10.º, Emiliano Spataro/Benjamin Lozada (Renault), a 1.15’45”; …; 16.º, Boris Garafulic/Filipe Palmeiro (Mini All4 Racing), a 1.58’16”