Siga-nos

Perfil

Expresso

Desporto

Dakar 2016. Paulo Gonçalves aumenta a vantagem

  • 333

O português Paulo Gonçalves comanda desde a terceira etapa

NICOLAS AGUILERA / EPA

O mau tempo marcou a primeira semana da edição 2016 do Dakar, com Paulo Gonçalves (Honda), nas motos, e o francês Sébastien Loeb (Peugeot 2008 DKR), nos automóveis, a comandarem as respetivas classificações

Fica para a história da prova, o facto de, durante os primeiros dias, as condições atmosféricas terem sido dantescas, o que levou à anulação do primeiro "Setor Seletivo" e à redução de outros, muito em particular para as motos, cujos pilotos têm mais dificuldade em ultrapassar alguns obstáculos.

Nas motos, Paulo Gonçalves, que comanda desde a terceira etapa, parte para a segunda semana de competição com 3’12” de avanço sobre o australiano Toby Price (KTM), depois de ter visto o seu adversário aproximar-se e colocar a diferença em menos de um minuto, quando o “motard” português sentiu dificuldades nos SS efectuados a grande altitude.

Como a segunda parte é feita a altitudes bem inferiores é de esperar que Paulo Gonçalves consiga controlar os ataques dos seus adversários, por forma a poder chegar, no sábado, a Rosário como primeiro português a vencer um “Dakar”.

Hélder Rodrigues (Yamaha) é sétimo da geral, depois de uma semana em que as condições físicas não foram as melhores, por estar engripado, mas a segunda semana pode permitir-lhe ganhar alguns lugares da geral, algo que Ruben Faria (Husqvarna) já não poderá fazer por ter desistido, em consequência de uma queda.

Mário Patrão (KTM) e Bianchi Prata (Honda) continuam a fazer uma prova muito boa e estão colocados na primeira metade da tabela como era o seu objetivo.

Nos automóveis assistiu-se a um domínio total da Peugeot, que parece disposta a “vingar” a clara derrota do ano passado, com as vitórias nos SS a serem todas para os homens da marca do leão. Sébastien Loeb está a ser um surpreendente comandante, não porque houvesse dúvidas quanto às capacidades do piloto, mas por ser a primeira vez que faz o “Dakar”.

Face ao domínio exercido fica a dúvida de saber se, e quando, haverá ordens da equipa para os pilotos manterem as posições a assegurarem um pódio francês, já que só uma “calamidade” nos DKR pode permitir ao qatari Nasser Al-Attiyah (Mini All4 Racing), vencedor do ano passado, chegar ao pódio.

A etapa de amanhã

A competição está de regresso, amanhã, com a etapa Salta – Belén, por um percurso de 766 km, igual para todos, que integram um SS de 393 km.

Vai ser o primeiro contacto com as dunas e vamos ver quantos se vão atascar e perder tempo, com os especialistas nesse tipo de piso a poderem ser beneficiados e recuperar algum do tempo perdido.

Classificações

Geral

Motos

1.º, Paulo Gonçalves (Honda), 22.52’.30”;

2.º, Toby Price (KTM), a 3’12””;

3.º, Stefan Svitko (KTM), a 9’24”;

4.º, Pablo Quintanilla (Husqvarna), a 18’06”;

5.º, Kevin Benvides (Honda), a 21’01”;

6.º, Antoine Meo (Honda), a 21’06”;

7.º, Hélder Rodrigues (Yamaha), a 24’44”;

8.º, Gerard Farres Guell (KTM), a 29’57”;

9.º, Alain Duclos (Sherco TVS), a 30’32”;

10.º, Juan Pedrero Garcia (Sherco TVS), a 31’45”; …;

25.º, Mário Patrão (KTM), a 1.13’.09”;...;

48.º, Bianchi Prata (Honda), a 3.37’57”.

Estão classificados mais 54 pilotos.

Automóveis

1.º, Sebastien Loeb/Daniel Elena (Peugeot 2008 DKR), 21.46’28”;

2.º, Stéphane Peterhansel/Jean Paul Cottret (Peugeot 008 DKR), a 2’22”;

3º, Carlos Sainz/Lucas Cruz (Peugeot 2008 DKR), a 4’50”;

4.º, Nasser Al-Attiyah/Mathieu Baumel (Mini All4 Racing), a 17’36”;

5.º, Mikko Hirvonen/Michel Perin (Mini All4 Racing), a 32’53”;

6.º, Giniel De Villiers/Dirk Von Zitzewitz (Toyota Hilux Overdrive), a 33’41”;

7.º, Leeroy Poulter/Robert Howie (Toyota Hilux Overdrive), a 40’19”;

8.º, Yazeed Al Hajri/Timo Gottschalk (Toyota Hilux Overdrive), a 42’51”;

9.º, Vladimir Vasiliev/Konstantin Zhitsov (Toyota Hilux Overdrive), a 53’46”;

10.º, Emiliano Spataro/Benjamin Lozada (Renault), a 1.15’45”; …;

16.º, Boris Garafulic/Filipe Palmeiro (Mini All4 Racing), a 1.58’16”