Siga-nos

Perfil

Expresso

Desporto

A queda do homem que é melhor que os outros a pôr-se de pé

  • 333

Os dias de festa não foram assim há tanto tempo - aconteceram há sete meses e celebraram a conquista do campeonato

GERRY PENNY / EPA

Chegou como Special One, no Twitter diz-se que saiu como Special Gone. A queda “do melhor treinador” que o Chelsea já teve contada em 11 frases enunciadas pelo próprio Mourinho: já eram vigorosas quando foram proferidas, tornam-se clarificadoras em dia de desenlace - o técnico português foi despedido esta quinta-feira do Chelsea, clube que levou à conquista do campeonato há apenas sete meses (mas que está somente um ponto acima da zona de descida). Mas ele já nos mostrou que é melhor que os outros a pôr-se de pé (na primeira vez em que foi despedido do Chelsea acabou campeão europeu no Inter)

1. Arsenal 1- 0 Chelsea [2 de agosto]

“Não guardo medalhas de finalista e por isso atirei-a para a bancada. (…) A melhor equipa perdeu e a equipa mais defensiva ganhou”

À saída do campo no final da Supertaça inglesa e após a cerimónia de entrega do troféu e medalhas

2. Renovação do contrato por mais quatro anos [7 de agosto]

“Quando regressei há dois anos, disse que tinha um sentimento especial por este clube e nada mudou. É o clube que me é mais próximo do coração e estou muito contente por saber que vou ficar aqui por muito tempo”

3. Chelsea 2 - 2 Swansea City [8 de agosto]

Mourinho e Eva Carneiro protagonizaram um desentendimento grave. Ambos já não estão no clube

Mourinho e Eva Carneiro protagonizaram um desentendimento grave. Ambos já não estão no clube

Eddie Keogh / Reuters

“Todos [os que trabalham comigo] têm de entender o jogo. Hazard não precisava de ser assistido, estava apenas cansado”

Mourinho culpou a equipa médica pelo resultado, que entrou no relvado para assistir Eden Hazard. O jogo estava a caminhar para o fim, o Chelsea jogava com dez e a saída de Hazard deixou os londrinos com nove futebolistas de campo e Mourinho com um ataque de nervos. Este foi o episódio que deu início ao caso Eva.

4. Manchester City 3 - 0 Chelsea [16 de agosto]

“Um ponto em seis possíveis é melhor do que zero e pior do que dois. Percebo alguma coisa de matemática e sei quanto dá multiplicar três por 36 [número de jornadas da Premier League]. Sei que ainda há muito pela frente”

5. Antevisão do FC Porto - Chelsea [28 de setembro]

“Estar na história deste clube [FC Porto] faz amolecer o meu coração de adversário. É um tipo de sensação que eu não quero ter amanhã, quero ter o coração duro. Amanhã de portista não vou ter nada”

6. FC Porto 2 - 1 Chelsea [20 de setembro]

Clive Mason/ Getty Images

“Neste tipo de jogos as coisas são diferentes antes e depois. Durante não. Se calhar há um controlo emocional maior. Não festejei hoje o nosso golo, como não festejei pelo Inter quando marquei ao Chelsea”

7. Chelsea 1 - 3 Southampton [3 de outubro]

“Se me despedirem, estarão a despedir o melhor treinador que alguma vez tiveram. Eu não fujo das minhas responsabilidades! Se o clube quer despedir-me, então terá de fazê-lo pois eu não vou fugir”

8. Chelsea 1 - 3 Liverpool [31 de outubro]

“Não tenho nada a dizer! Nada! Nada! Nada! (…) [Quando questionado se teria alguma mensagem para os adeptos] Os adeptos não são estúpidos, não são estúpidos”

9. Chelsea 2 - 1 Dínamo de Kiev [4 de novembro]

BEN STANSALL/ Getty Images

“Ter um estádio a apoiar-me numa altura tão difícil é um momento inesquecível na minha carreira (…) Os adeptos leem jornais, veem televisão, ouvem os comentadores, leem os blogues, por isso foi incrível o que tentaram dizer hoje. Tentaram dizer que me querem aqui”

10. Antevisão do Leicester - Chelsea [11 de dezembro]

“Vejo-me a cumprir o meu contrato com o Chelsea. Falta-me ainda três anos e meio. Vejo-me com capacidade para treinar qualquer equipa do mundo, mas haverá clubes que nunca orientarei”

11. Leicester 2 - 1 Chelsea [14 de dezembro]

“Quando alguns dos jogadores não atingem os níveis de que são capazes, é difícil. Esta época estamos muito mal, mas nem todos. (...) Sinto que o meu trabalho foi traído”

  • Mourinho despedido

    Sete meses depois de ter conquistado o terceiro título de campeão inglês, o Chelsea despediu o treinador português. BBC diz que o Special One sai sem receber na íntegra a milionária indemnização prevista contratualmente

  • Quando Mourinho se sentia demasiado popular em Londres

    Aconteceu em dezembro de 2006, na primeira passagem de Mourinho pelo Chelsea: o Expresso entrevistava o técnico português numa altura em que, pela primeira vez, a equipa londrina não seguia à frente no campeonato. Ainda assim, notavam os jornalistas, não estava mais humilde. “Não há dúvidas sobre a minha competência.” Republicação da entrevista no dia em que Mourinho voltou a ser despedido dos blues

  • Eva, o início do fim de Mourinho

    “Impulsiva e ingénua.” Estas foram as palavras que Mourinho usou em agosto para descrever a médica do Chelsea - ela saiu pouco depois por causa dele, ele saiu agora talvez por causa dela

  • Mourinho: a criatura engoliu o criador

    Para o editor de desporto do Expresso, Pedro Candeias, a tática de guerrilha usada por José Mourinho não resultou esta época no Chelsea, campeão inglês em título