Siga-nos

Perfil

Expresso

Desporto

Vieira diz que regresso do Benfica à Sport TV depende da NOS

  • 333

Tiago Miranda

Acordo entre o Benfica e a NOS foi apresentado esta quinta-feira em Lisboa. BTV vai deixar de ser paga

Ainda não está desfeito o suspense. O regresso à Sport TV dos jogos do Benfica no Estádio da Luz é uma possibilidade, mas não uma certeza. A decisão final pertence à NOS, anunciou esta quinta-feira o presidente do Benfica, Luís Filipe Vieira, na apresentação pública do acordo estabelecido entre o clube e a operadora para a cedência dos direitos de emissão dos jogos do Benfica e de transmissão do canal BTV.

Numa conferência que pouco adiantou em relação às informações que foram sendo publicadas pelos media na última semana, o CEO da NOS, Miguel Almeida confirmou apenas que os jogos do Benfica não ficarão vedados aos restantes operadores. Ou seja, independentemente de passarem a ser emitidos na Sport TV ou noutro novo projeto, não serão um exclusivo dos assinantes NOS. "Os adeptos que queiram ver todos os jogos da Liga portuguesa poderão fazê-lo", resumiu

Miguel Almeida detalhou ainda que acordo assinado entre as duas partes "é progressivo" e prevê o pagamento de 36 milhões de euros ao Benfica na primeira época, de 2016/17. O contrato é válido para as próximas três épocas, extensível até um máximo de 10 anos, por um valor médio anual na ordem dos 40 milhões.

Sobre a estratégia a adotar para a distribuição dos conteúdos comprados (os jogos do Benfica e os restantes conteúdos da BTV), ainda nada estará definido. As ligas europeias atualmente emitidas na BTV (italiana e francesa) deverão passar também para a Sport TV. Mas ainda sem certezas. "O acordo só é válido para a próxima época, há muito tempo para discutir tudo isso", disse Miguel Almeida.

Detentora de 50% da Sport TV ( a meias com Joaquim Oliveira), o CEO da NOS esclareceu apenas que a BTV voltará a ser um canal mais dedicado ao dia a dia do Benfica, às modalidades amadoras e aos escalões de formação, deixando assim de ter assinatura. Não ficou no entanto certo se o canbal será um exclusivo da NOS ou se se manterá acessível a todos os operadores.

Na conferência de imprensa, que decorreu no Estádio da Luz, o CEO da NOS, Miguel Almeida, admitiu ainda que a operadora espera no futuro "replicar com todos os outros clubes a parceria" estabelecida agora com o Benfica. Nomeadamente com o Sporting e o FC Porto.