Siga-nos

Perfil

Expresso

Desporto

Lopetegui sente derrota na pele, FC Porto sofre nos cofres

  • 333

ESTELA SILVA / Lusa

A esperança de carreira no Dragão está cada vez mais curta para Julen Lopetegui, insultado por mais de uma centena de adeptos à chegada ao aeroporto e ao Dragão na madrugada desta quinta-feira. Antena 1 avança que o técnico já terá colocado lugar à disposição

Isabel Paulo

Isabel Paulo

Jornalista

Ninguém sabe ao certo qual o destino próximo de Julen Lopetegui depois da derrota frente ao frágil Chelsea de José Mourinho e consequente afastamento da milionária Liga dos Campeões. Após uma temporada de jejum de títulos azuis e brancos, a coluna de adeptos descontentes começa a engrossar e a subir de tom em torno do treinador espanhol, insultado sem piedade e desafiado a demitir-se por mais de uma centena de portistas à chegada durante a madrugada ao aeroporto Francisco Sá Carneiro.

A cena de impropérios só não se repetiu junto ao Estádio do Dragão devido ao reforço de agentes da PSP, alertada para o movimento anormal de adeptos em fúria pela madrugada dentro. Contestado em surdina desde a temporada passada, Julen Lopetegui foi o único visado pela ira dos dragões, pressão que segundo a Antena 1 terá levado o técnico basco a colocar esta quinta-feira o lugar à disposição da SAD.

Em declarações ao “Jogo”, o ex-jogador do FC Porto Jaime Magalhães defendeu esta quinta-feira que é a altura certa para uma mudança no clube, afirmando que Lopetegui tem “tantas asneiras na equipa que é natural que seja visto como o responsável” pelos maus resultados. O antigo internacional é da opinião que Pinto da Costa deverá estar a pensar numa solução, “porque é preciso dar uma resposta”

De acordo com a Antena 1, Lopetegui terá agendado para esta noite um jantar com Pinto da Costa, mas fonte próxima do clube referiu ao Expresso que o presidente do FC Porto “dificilmente tomará uma decisão de rutura nesta altura e, a acontecer, a iniciativa será tomada pelo treinador”.

Com o desaire em Londres, resta agora ao FC Porto defender o prestígio na Liga Europa, mesmo não sendo a mesma coisa, nem em termos de mediatismo nem nas contas. Com a saída precoce da Champions, a equipa portista perdeu a segunda maior receita de uma sociedade desportiva, um rombo no imediato de cerca de 10 milhões de euros - 5,5 milhões referentes ao encaixe que teria pela passagem aos oitavos de final, 2,5 milhões de proveitos de direitos televisivos, mais a perda de mais de um milhão de receitas de bilheteiro pelo jogo em casa.

Irónico, José Mourinho comentou no final do jogo que esta é uma oportunidade para Iker Casillas vencer a Liga Europa, título que ainda lhe falta no palmarés. Resta saber se tendo ou não como timoneiro o técnico que insistiu na sua contratação.