Siga-nos

Perfil

Expresso

Desporto

“Ciclismo? Não sei, eu ando pelo meu pé. ” Pinto da Costa recusa-se a pedalar polémica com o Sporting

  • 333

De partida para Londres esta segunda-feira de tarde, Pinto da Costa recorreu a uma das suas sarcásticas tiradas humorísticas para se escusar a comentar o regresso do ciclismo ao FC Porto e o recuo contratual da W52 com o Sporting

Isabel Paulo

Isabel Paulo

Jornalista

O presidente do FC Porto alegou, esta segunda-feira, não saber andar de bicicleta para evitar esclarecimentos sobre o acordo entre o clube e a equipa de ciclismo da W52 para os próximos cinco anos, parceria divulgada este domingo pelos Dragões .

“Ciclismo? Não sei, eu ando pelo meu pé”, afirmou Pinto da Costa, no aeroporto Francisco Sá Carneiro, à partida para Londres, onde a equipa de Julen Lopetegui joga o derradeiro encontro de acesso à fase seguinte da Champions, frente ao Chelsea.

Um dia depois de ter adiantado ao Porto Canal que a aposta no ciclismo é a resposta a um anseio antigo dos adeptos portistas e que o pelotão azul e branco correrá para ganhar a Volta a Portugal, Pinto da Costa optou esta tarde por fugir aos contornos do surpreendente acordo de parceria com a W52, equipa que que até há poucos dias se encontrava a negociar uma ligação ao Sporting.

  • História de um volte-face: como o ciclismo do Sporting foi parar ao FCP

    O Sporting não desiste, para já, de voltar à estrada. Mas primeiro ainda vai ver se há condições para tal depois do divórcio litigioso com a equipa W52 - que entretanto já escolheu um parceiro de camisolas igualmente listadas... mas verticais e azuis e brancas. A história de como tudo aconteceu - e dos valores envolvidos

  • Afinal não será o Sporting a firmar acordo com a equipa, como tinha sido anunciado na quinta-feira passada. O acordo com o FC Porto é válido para os próximos cinco anos e representa o regresso do clube à modalidade, suspensa em 1984