Siga-nos

Perfil

Expresso

Desporto

Fox Sports entra no campeonato dos direitos televisivos do futebol português

  • 333

A Fox Sport já tem os direitos da Liga espanhola e ambiciona comprar também os jogos de alguns clubes portugueses

MARCELO DEL POZO

Altice (dona do MEO), NOS, Eurosport e Fox Sports competem até ao apito final para ver quem marca mais pontos no acesso aos direitos televisivos dos jogos de futebol. Para já a NOS ganha, com os direitos dos jogos do Benfica garantidos por 400 milhões de euros

A NOS começou dezembro com o pé direito, já que conseguiu garantir os direitos televisivos dos jogos do Benfica nos próximos dez anos por um valor que continua a fazer correr muita tinta: 400 milhões de euros. Mas apesar de ter marcado golo logo nos primeiros minutos de jogo, a operadora não está sozinha no mercado e os adversários mostram que ainda estão em campo: esta sexta-feira, o “Jornal de Negócios” noticia que também a Fox Sports e a Eurosport estão de olho no campeonato dos direitos televisivos do desporto-rei.

O MEO pode ter sido o primeiro a avançar, com sondagens e propostas juntos de vários clubes portugueses depois da “rasteira” da NOS, mas outros operadores ponderam entrar na corrida. O matutino avança a informação de que a Fox Sport, canal da Fox International Channels que a nível internacional já transmite, por exemplo, os jogos da Liga espanhola, também ambiciona adquirir os direitos televisivos de jogos portugueses.

Outro eventual interessado é a Eurosport, que contactada pelo “Jornal de Negócios” sobre a hipótese de adquirir os direitos das Ligas francesa e italiana nem confirma, nem desmente: “Estamos sempre interessados em ver o que está disponível e olhamos para todas as oportunidades que possam surgir”.

Por agora, só é certo que a Vodafone mantém o seu posiconamento, recusando-se a entrar na corrida por defender que os conteúdos não devem ser exclusivos e que os operadores se devem distinguir pela qualidade dos serviços que oferecem. Ao matutino, fonte oficial da Vodafone confirma a posição: “Mantemos a mesma visão e, assim sendo, defendemos que independentemente de quem for o titular dos direitos de conteúdos essenciais ou relevantes, os mesmos devem estar sujeitos ao princípio da universalidade do acesso”.

Até ao apito final, qualquer um dos operadores pode ser candidato ao título - neste caso, o de serviço com os direitos de jogos mais importantes. Mas neste momento a NOS é a favorita, com os direitos dos jogos do Benfica numa mão e os da Premier League inglesa na outra - através da SportTV, da qual é acionista.

  • SportTV garante Liga inglesa por três épocas

    O canal desportivo codificado recupera a emissão de jogos da Premier League a partir da temporada 2016/17. Acordo é válido por três anos e envolve valor globais na ordem dos 10 milhões de euros

  • Benfica é peça-chave para a NOS combater ataque do MEO

    MEO já tem princípio de acordo com o Boavista e está a sondar outros clubes com ofertas entre dois a três milhões de euros por ano. Propostas aos clubes mais pequenos duplicam o valor dos contratos atuais para emissão de jogos na SportTV e prevê a rescisão dos vínculos em vigor, que têm duração até à época 2017/18. Acordo da NOS com o Benfica, por 400 milhões, foi fundamental para a operadora contra-atacar

  • E agora onde vejo os jogos do Benfica?

    Acordo dos encarnados com a NOS é válido a partir da próxima época. Estratégia de distribuição dos jogos do Benfica e do canal Benfica TV ainda não está definida pela operadora. Pormenores como a eventual exclusividade destes conteúdos para assinantes da NOS serão divulgados a 10 de dezembro