Siga-nos

Perfil

Expresso

Desporto

Furo providencial dá título a José Pedro Fontes

  • 333

Ricardo Moura (Ford Fiesta R5) ganhou o Rali Casinos do Algarve, mas José Pedro Fontes (Citroen DS3 R5) conquistou o seu primeiro título nacional de ralis

Surpreendente comandante no final do primeiro dia, Carlos Vieira (Ford Fiesta R5) saiu da estrada na primeira especial do segundo dia, caiu para terceiro e permitiu a Ricardo Moura ascender ao comando, posição que lhe assegurava a conquista do título, tanto mais que José Pedro Fontes era quarto.

Na classificativa seguinte, o Ford de Carlos Vieira, talvez em consequência da saída de estrada anterior, apresentou problemas de transmissão e o piloto viu-se relegado para o quinto lugar, com José Pedro Fontes a ascender ao terceiro lugar, mas a 40,4 s. de Pedro Meireles (Skoda Fabia R5), que era segundo.

Do ponto de vista teórico, a diferença entre os dois não era recuperável na segunda passagem pelas duas especiais do dia, o que permitia a Ricardo Moura sonhar com a reconquista do título.

Só que na penúltima especial, um providencial furo no pneu dianteiro direito do Skoda de Pedro Meireles, que perdeu mais de quatro minutos para trocar a roda, permitiu a José Pedro Fontes ascender ao segundo lugar, a posição que precisava para assegurar a conquista do ceptro.

Para Ricardo Moura ficou a consolação de ter feito aquilo que precisava, vencer, embora só tivesse ganho quatro especiais quando precisava de triunfar nas oito, o que o impediu de conquistar os pontos suplementares necessários para contrariar a ascensão ao segundo lugar de José Pedro Fontes, que teria perdido o campeonato por 0,5 ponto, caso o piloto açoriano tivesse ganho todas as classificativas.

Carlos Martins (Skoda Fabia S2000) completou o pódio, com Adruzilo Lopes (Subaru Impreza STi) a triunfar na Categoria RC2N, João Ruivo (Renault Clio R3 Maxi) na RC3 e Diogo Gago (Peugeot 208 R2) na RC4 e Marco Cid (Renault Clio S1600) a conquistar os títulos nacionais das duas rodas motrizes e da categoria RC3, os únicos que estavam em aberto na prova algarvia.

Classificação final:

1.º, Ricardo Moura/António Costa (Ford Fiesta R5), 1.23.27,9

2.º, José Pedro Fontes/Miguel Ramalho (Citroen DS3 R5), a 2.16,3

3.º, Carlos Martins/Daniel Amaral (Skoda Fabia S2000), a 2.56,7

4.º, Carlos Vieira/Luís Ramalho (Ford Fiesta R5), a 3.31,2

5.º, Pedro Meireles/Mário Castro (Skoda Fabia R5), a 5.09,7

6.º, Ricardo Teodósio/José Teixeira (Ford Fiesta R5), a 5.11,5

7.º, Joaquim Alves/Pedro Alves (Skoda Fabia S2000), a 5.22,8

8.º, Adruzilo Lopes/Vasco Ferreira (Subaru Impreza STi N4), a 5.38,5

9.º, João Ruivo/João Peixoto (Renault Clio R3 Maxi), a 7.10,3

10.º, Elias Barros/Ricardo Faria (Ford Fiesta R5), a 9,39,0

Classificaram-se mais quatro equipas