Siga-nos

Perfil

Expresso

Desporto

MotoGP. Miguel Oliveira em vantagem

  • 333

JAVIER SORIANO/ Getty Images

O piloto português foi o mais rápido na terceira sessão de treinos livres e vai arrancar da segunda linha da grelha

Mais rápido na terceira sessão de treinos livres de Moto3, o português Miguel Oliveira (KTM) garantiu este sábado o quarto tempo da qualificação, o que lhe permite arrancar da segunda linha da grelha.

Sabendo que só a vitória interessa, e que mesmo assim pode não ser suficiente, o português pode ter provocado o primeiro abalo na confiança do inglês Danny Kent (Honda) - futuro companheiro da equipa quando no próximo ano ambos forem promovidos à categoria seguinte -, que não foi além do 18º tempo da qualificação.

Danny Kent tem vantagem, só precisa de terminar nos pontos para garantir a conquista do título. Mais do que a vitória, Miguel Oliveira precisa que o adversário não vá além do 15º lugar da classificação. Se Kent alcançar a 15ª posição, ambos os pilotos ficam em igualdade pontual (254 pontos), no entanto, o português tem a mais-valia de ter três segundos lugares contra um do inglês (os dois pilotos têm cada um seis vitórias).

A “pole position” para a derradeira corrida da temporada foi assegurada pelo escocês John McPhee (Honda), que ainda teve uma queda no final, mas que não colocou em causa a sua posição. O italiano Romano Fenati (KTM) e o espanhol Efren Vazquez (Honda) completam a primeira linha da grelha, que Miguel Oliveira vai ter de suplantar para assegurar o triunfo.

“Fizemos o que tínhamos de fazer, que era alcançar um lugar nas duas primeiras linhas da grelha. Estou confiante para amanhã e tenho uma estratégia clara, que é a de dar o máximo, não complicar as coisas, quando ultrapassar e defender a minha linha. Sei que há muitos adversários interessados em vencer, mas tenho muito a ganhar e por isso vou dar tudo”, disse Miguel Oliveira.

Tal como na Moto3, também na categoria rainha, MotoGP, o título decide-se na corrida valenciana. O italiano Valentino Rossi (Yamaha) e o espanhol Jorge Lorenzo (Yamaha) decidem a sucessão do espanhol Marc Marquez (Honda) na lista dos campeões.

Depois de 15 dias de intensa discussão e desentendimento entre Marc Marquez e Valentino Rossi, registado em Sepang (o italiano chegou, aliás, a ser castigado com a partida na derradeira posição da grelha), é com enorme expectativa que se aguarda o que pode acontecer no traçado valenciano.

A tensãi entre os dois chegou a tal ponto que a Dorna, a entidade promotora do campeonato, optou por anular a conferência de imprensa dos pilotos de MotoGP, que acontece na quinta-feira e que antecede o dia da corrida.

Na luta pelo título, a vantagem é para já de Jorge Lorenzo (Yamaha), que estabeleceu um novo “record” ao traçado do circuito Ricardo Tormo, e que tem a seu lado os compatriotas Marc Marquez (Honda) e Dani Pedrosa (Honda). Valentino Rossi sai da derradeira posição da grelha, depois de não ter conseguido evitar uma queda na última volta.

Com sete pontos de vantagem sobre o espanhol, “Il Doctore” sabe que tem de terminar atrás do seu adversário para conquistar o décimo título mundial. Fica a expectativa de ver qual vai ser o comportamento dos restantes pilotos em pista, em particular de Marc Marquez, que pode ter contas a ajustar com Valentino Rossi, depois da prova na Malásia.

De regresso às pistas, depois de uma ausência nas corridas efetuadas fora da Europa de Moto2 - em consequência da fratura do rádio esquerdo num treino - está o espanhol Tito Rabat (Kalex), que garantiu a “pole position” para a última corrida do ano.

A seu lado, estarão o francês Johann Zarco (Kalex), virtual campeão do mundo da categoria, que pode estar a caminho de estabelecer um novo “record” de pontos numa temporada, e o seu compatriota Axel Rins (Kalex).

Grelhas de partida

Moto3

1.ª linha
John McPhee (Honda), 1.39,364
Romano Fenati (KTM), 1.39,450
Efren Vazquez (Honda), 1.39,463

2.ª linha
Miguel Oliveira (KTM), 1.39,503
Jorge Navarro (Honda), 1.39,525
Enea Bastianini (Honda), 1.39,581

3.ª linha
Niccolo Antonelli (Honda), 1.30,591
Karel Hanika (KTM), 1.39,617
Brad Binder (KTM), 1.39,666.
Alinham mais 29 pilotos

MotoGP

1.ª linha
Jorge Lorenzo (Yamaha), 1.30,011
Marc Marquez (Honda), 1.30,499
Dani Pedrosa (Honda), 1.30,516

2.ª linha
Aleix Espargaro (Suzuki), 1.30,917
Cal Crutchlow (Honda), 1.30,948
Bradley Smith (Yamaha), 1.31,012

3.ª linha
Andrea Iannone (Ducati), 1.31,056
Pol Espargaro (Yamaha), 1.31,080
Andrea Dovizioso (Ducati), 1.31,254.
Alinham mais 10 pilotos.

Moto2

1.ª linha
Tito Rabat (Kalex), 1.35,234
Johann Zarco (Kalex), 1.35,372
Alex Rins (Kalex), 1.35,441

2.ª linha
Thomas Luthi (Kalex), 1.35,532
Lorenzo Baldassarri (Kalex), 1.35,694
Julien Simon (Speed Up), 1.35,728

3.ª linha
Axel Pons (Kalex), 1.35,752
Takaaki Nakagami (Kalex), 1.35,786
Simone Corsi (Kalex), 1.35,896.
Alinham mais 24 pilotos.