Siga-nos

Perfil

Expresso

Desporto

Um momento inesquecível na carreira de Mourinho (não, não é o facto de já ter perdido oito jogos esta época)

  • 333

Mike Hewitt/Getty

O Chelsea derrotou o Dínamo de Kiev, por 2-1, e conseguiu a segunda vitória na Champions esta época, mas o grande momento do jogo foi o apoio dos adeptos ao treinador português

Mike Hewitt/Getty

“A forma é temporária. Mas ser Special é um estado permanente"; "José Mourinho: simplesmente o melhor"; "mantenham-se calmos e apoiem o José"; ou simplesmente "José Mourinho". As inúmeras faixas e cachecóis empunhados pelos adeptos do Chelsea na noite desta quarta-feira, em Stamford Bridge, já não deixavam dúvidas sobre o apoio dos fãs a Mourinho.

Mas a demonstração de carinho pelo técnico português foi ainda mais longe quando o estádio, em uníssono, começou a gritar por "José Mourinho". Até o mais carrancudo dos treinadores ficaria emocionado - como Mourinho ficou, levantando as mãos em jeito de agradecimento.

"Ter um estádio a apoiar-me numa altura tão difícil [o Chelsea tem oito derrotas em 18 jogos esta época e está em 15.º lugar na Premier League] é um momento inesquecível na minha carreira", confessou Mourinho após o jogo. "Os adeptos leem jornais, veem televisão, ouvem os comentadores, leem os blogues, por isso foi incrível o que tentaram dizer hoje. Tentaram dizer que me querem aqui".

Mourinho agradeceu o apoio - que incluiu a presença da mulher e filhos nas bancadas - e garantiu que vai continuar a dar tudo pelo clube. "Acho que é o meu momento no Chelsea. O clube deve estar orgulhoso destes adeptos e só tenho de agradecer-lhes dando tudo o que tenho", disse. "Eles reconhecem-me como um grande profissional que já trouxe boas memórias a este clube e até ao meu último dia aqui, seja daqui a quatro, dez ou quinze anos, vou continuar a dar tudo por eles". Até que a derrota os separe.