Siga-nos

Perfil

Expresso

Desporto

Rali Casinos do Algarve. A hora das decisões

  • 333

José Pedro Fontes e Ricardo Moura decidem o sucessor de Pedro Meireles na lista dos campeões nacionais de ralis

De regresso ao calendário do Campeonato Nacional, depois de no ano passado ter ficado for a do lote de provas pontuáveis, o Rali Casinos do Algarve decide o título. José Pedro Fontes (Citroën DS3) R5) está à procura de inscrever o nome na lista de campeões e Ricardo Moura (Ford Fiesta R5) a tentar recuperar o cetro que foi seu de 2011 a 2013.

À partida, a vantagem é do piloto da Citroën, que tem a possibilidade de controlar o andamento do seu adversário. Já o piloto da Ford precisa de vencer e esperar pela ajuda de Pedro Meireles (Skoda Fabia R5), para poder reconquistar o título, com as vitórias nas especiais (0,5 pontos em cada, o que representa quatro pontos) a puderem ter um papel importante.

Na despedida do título, o piloto do Skoda pode desempenhar o papel de árbitro, uma vez que os pontos que roubar aos candidatos podem ser decisivos. Isto significa que, no Parque de Assistência, muitas contas serão feitas ao longo do rali. Ricardo Moura sabe que, em caso de desistência, o título será de José Pedro Fontes.

A luta pela vitória das categorias de duas rodas motrizes e RC3 também será intensa. Marco Cid (Renault Clio S1600), João Ruivo (Renault Clio R3) e Paulo Neto (CitroënDS3 R3T Max), são os protagonistas que vão decidir quem vai assegurar a conquista dos respetivos cetros. A vantagem é de Cid, pois está no comando e pode controlar o andamento dos seus opositores.

A prova algarvia, que volta a decorrer em pisos de terra, transfere-se de Portimão para Loulé e decide-se em oito provas de classificação (117,42 km), que não são mais do que uma dupla passagem por quatro especiais: às 14h de sábado e às14h de domingo.