Siga-nos

Perfil

Expresso

Desporto

Fernando Seara: “FC Porto e Sporting são hoje aliados táticos contra o Benfica”

  • 333

Luís Filipe Vieira chegou a anunciar o apoio à então eventual candidatura de Fernando Seara à Liga

Miguel A. Lopes/Lusa

“O Benfica sabe bem que os tempos da ‘alta burguesia’ terminaram. E sabe-o antes de qualquer ‘maioria negativa’ proclamar a ocupação do poder”, defende o antigo comentador no Facebook

O termo “maioria negativa” está em voga mas não é da formação de governo que Fernando Seara fala. Mesmo que também fale de poder: do poder no futebol. Na sua página de Facebook, o antigo comentador desportivo acusa o FC Porto e o Sporting de terem feito uma “aliança tática” que pretende derrubar o Benfica.

“O Benfica sabe bem que Futebol Clube do Porto e Sporting são, hoje em dia, aliados táticos, parceiros na Liga, siameses na combinação entre a fama e o falar”, escreve Fernando Seara. “O Benfica sabe bem que os tempos da 'alta burguesia ' terminaram”, acrescenta. “E sabe-o antes de qualquer 'maioria negativa' proclamar a ocupação do poder.”

Seara, conhecido adepto benfiquista, concorda com a opção tomada pelo presidente do clube, Luís Filipe Vieira, de não responder. “O Benfica deve ser seletivo nas suas opiniões e nas suas críticas. O Benfica, e bem, deve assumir o silêncio que perturba em vez dos sons que confundem. O Benfica, e bem, deve 'chutar para canto' e 'assobiar para o lado'.”

“Sabendo tudo isto o Benfica tem de respirar 'fundo' perante os múltiplos ataques que o tentam condicionar. Que pretendem que reaja! Tem, tão só, de tomar nota de todos eles, de reagir nas instâncias próprias, de exigir que as instâncias competentes cumpram as suas atribuições e responsabilidades no tempo próprio, de os registar para 'memória futura' e de assumir que está atento a tudo e a todos.”

Sem concretizar, Fernando Seara escreve ainda sobre a situação financeira dos clubes, o que pode servir de justificação para o facto de o Benfica estar com um plantel de jogadores menos caros do que nas épocas passadas. “O Benfica resolveu combinar experiência – que tem o seu preço elevado - com uma aposta nos talentos que a sua Academia do Seixal indiscutivelmente bem evidencia.” Já no que será uma referência aos clubes rivais, Seara augura: “Todos sabemos bem que o 'tempo do dinheiro fácil' terminou. Mesmo que alguns não nos digam e outros não o saibam!”. Mas há sempre um momento “em que é preciso fazer contas. E apresentar essas contas”, conclui.