Siga-nos

Perfil

Expresso

Desporto

WTCC Tailândia. Tiago Monteiro vence e é desclassificado

  • 333

O português Tiago Monteiro (Honda Civic) venceu, na pista, a segunda corrida efetuada no traçado de Buriram (Tailândia), mas os comissários detetaram uma diferença de 60 mm do lado esquerdo do carro, o que implicou a sua desclassificação

O português Tiago Monteiro (Honda Civic) venceu, na pista, a segunda corrida efetuada no traçado de Buriram (Tailândia), com o argentino Jose Maria Lopez (Citroen C-Elysée) a garantir a revalidação do título, após vencer a primeira corrida.

Contudo, nas verificações técnicas finais, os comissários detetaram uma diferença de 60 mm do lado esquerdo do carro, o que implicou a desclassificação de Tiago Monteiro.

Nono da qualificação, que decorreu na manhã do dia das corridas, o que não é habitual, Tiago Monteiro aproveitou o facto de partir da primeira linha da grelha, atrás do húngaro Norbert Michelisz (Honda Civic), para depressa o deixar para trás, antes do húngaro ser penalizado com uma passagem pela via das boxes, o que permitiu ao francês Sebastien Loeb (Citroen C-Elysée) ascender ao segundo lugar.

Apesar de ter o francês atrás de si, Tiago Monteiro soube manter a distância e beneficiou do facto do diretor de prova ter encurtado a corrida para 10 voltas, em consequência da falta de visibilidade, para assegurar o triunfo, à frente do francês e do chinês Ma Qing Hua (Citroen C-Elysée), que repetiram os lugares da primeira corrida.

A primeira corrida foi dominada por Jose Maria Lopez que garantiu a conquista do ceptro, como consequência do facto do francês Yvan Muller (Citroen C-Elysée), seu mais direto adversário, ter ficado afastado da discussão, logo nos primeiros metros, por um “toque”.

Para a primeira corrida, Tiago Monteiro largou de sétimo, recuperou até ao sexto lugar, mas terminou em sétimo, depois de ser ultrapassado pelo inglês Robert Huff (Lada Vesta), depois de um “toque” do francês John Filippi (Chevrolet Cruze), que danificou a frente esquerda do Honda, mas que afetou de forma irreparável a suspensão do Chevrolet.

Classificações

Corridas

1.ª corrida – 1.º, Jose Maria Lopez (Citroen C-Elysée), 16 voltas (72,864 km), em 29.10,403 (164,5 km/h); 4.º, Mehdi Bennani (Citroen C-Elysée), a 7,202 s.; 5.º, Gabriele Tarquini (Honda Civic), a 14,500 s.…; 7.º, Tiago Monteiro (Honda Civic), a 18,493 s. Classificaram-se mais três pilotos.

2.ª corrida – 1.º Sebastien Loeb, 10 voltas (45,540 km), em 16.41,918 (165,0 km/h); 2.º, Ma Qing Hua, a 5,722 s.; 3.º, Jose Maria Lopez, a 10,534 s.; 4.º, Tom Chilton (Chevrolet Cruze), a 11,753 s.; 5.º, Gabriele Tarquini (Honda), a 12,014 s. Classificaram-se mais sete pilotos

Classificação do “Mundial”, depois da prova tailandesa:

1.º, Jose Maria Lopez, 441 pontos; 2.º, Sebastien Loeb, 329; 3.º, Yvan Muller, 321; 4.º, Ma Qing Hua, 213; 5.º, Gabriele Tarquini, 191;...; 7.º, Tiago Monteiro, 171. Estão classificados mais 16 pilotos

Próxima prova – Qatar, no Losail International Circuit, dia 27 de Novembro

Pilotos portugueses voltam a brilhar

Fim-de-semana de luxo para os pilotos portugueses, com André Couto, piloto radicado em Macau a assegurar o título da categoria Super GT, no Campeonato do Japão, numa corrida realizada no traçado de Autopolis.

Apesar do lastro de 74 kg, André Couto, que cumpriu o primeiro turno de condução, levou o Nissan ao segundo lugar da categoria, atrás do Toyota de Kazuki Hoshino e Mitsunori Takaboshi, numa corrida que foi ganha pelo Nissan GT-R Nismo GT3 de Tsugio Matsuda e Ronnie Quintarelli, que bateram, por 0,3 s., o carro igual tripulado por João Paulo Oliveira e Hironobu Yasuda.

Em Xangai (China), Rui Águas venceu a classe GTE-Am, nas 6 Horas de Xangai, prova pontuável para o WEC (Campeonato do Mundo de Resistência) à frente de Pedro Lamy, com o primeiro a ser acompanhado por Emmanuel Collard e François Perrodo, no Ferrari 458 Italia, e o segundo por Paul Dalla Lana e Mathias Lauda, no Aston Martin.

Como consequência destes resultados a equipa que integra Pedro Lamy vai decidir o título da categoria nas 6 Horas de Bahrein, que se correm a 19 de Novembro.

A corrida foi ganha pelo Porsche 919 Hybrid de Mark Webber, Timo Bernahrd e Brendon Hartley, que alcançaram a quarta vitória consecutiva, com a Porsche a garantir a conquista do título de construtores, enquanto o de pilotos será, também, decidido no Bahrein.

Finalmente, em Barcelona, da derradeira corrida do Troféu Seat Leon Eurocup, Manuel Gião subiu ao segundo lugar do pódio.