Siga-nos

Perfil

Expresso

Desporto

MotoGP Malásia. Miguel Oliveira na primeira linha

  • 333

Mirco Lazzari gp /Getty Images

Segundo mais rápido no primeiro dia de treinos, o português Miguel Oliveira (KTM) assegurou o terceiro melhor tempo, na qualificação para a corrida de Moto3, seis posições à frente do inglês Danny Kent (Honda), o mais sério candidato à conquista do título.

Tal como sucedeu antes, o inglês foi penalizado em três lugares na grelha de partida, por rodar demasiado devagar, situação que atingiu o seu colega de equipa, o espanhol Efren Vazquez. Ficaria assim colocado terceira linha, obrigando-o a uma corrida de “ataque”.

A “pole position” foi conquistada pelo italiano Niccolo Antonelli (Honda), que suplantou o espanhol Jorge Navarro (Honda) e Miguel Oliveira, que considerou que “a qualificação correu bem”. “Na primeira saída consegui uma boa volta e depois brinquei um bocado, para não ter de rebocar ninguém. Neste circuito não é importante partir da primeira linha, mas a posição permite-me evitar o tráfego nas primeiras voltas, porque a corrida vai ser feita em grupo.”

O título mundial da Moto3 pode ser decidido em Sepang, com Danny Kent e Miguel Oliveira, com o inglês a ter de ser considerado favorito.

Mas registam-se as condições para Danny Kent sair da Malásia com o título mundial de Moto3 no bolso:

- terminar nos cinco primeiros;

- terminar entre o 6.º e o 11.º lugares, desde que Miguel Oliveira não ganhe;

- terminar entre o 12.º e o 15.º lugares, desde que Miguel Oliveira não seja primeiro ou segundo;

- não pontuar, desde que Miguel Oliveira não vá ao pódio.

Tal como na categoria Moto3, também na categoria rainha, MotoGP, o título pode ficar decidido no traçado malaio, com a discussão a ser entre o italiano Valentino Rossi e o espanhol Jorge Lorenzo, companheiros de equipa na Yamaha.

Contudo, a “pole” foi para outro espanhol, Dani Pedrosa (Honda), que suplantou o seu compatriota Marc Marquez (Honda) e Valentino Rossi, seus companheiros na primeira linha da grelha, com Jorge Lorenzo a abrir a segunda linha.

Para “Il doctore” sair de Sepang com o ceptro mundial é necessário que este vença e o espanhol não termine nos cinco primeiros; que seja segundo e Jorge Lorenzo fique fora do “top ten”; ou ainda que fique em terceiro, com Jorge Lorenzo a ficar para lá de 14.º.

Finalmente, na categoria Moto2, o mais rápido na qualificação foi o suíço Thomas Luthi (Kalex), que se impôs ao virtual campeão do mundo, o francês Johann Zarco (Kalex) e o espanhol Alex Rins (Kalex), com o aparecimento da chuva, no último quarto de hora da sessão a impedir a melhoria dos tempos.

Por último é de referir que a extensão das corridas pode ser encurtada, em consequência da forte poluição, que se faz sentir por causa dos incêndios que se registam na Indonésia.

Grelhas de partida:

Moto3 – 1.ª linha: Niccolo Antonelli (Honda), 2.12,653; Jorge Navarro (Honda), 2.12,700; Miguel Oliveira (KTM), 2.12,893; 2.ª linha: Jakub Kornfeil (KTM), 2.12,987; Romano Fenati (KTM), 2.13,106; Francesco Bagnaia (Mahindra), 2.13,167; 3.ª linha: Efren Vazquez (Honda), 2.12,956; Enea Bastianini (Honda), 2.13,232; Danny Kent (Honda), 2.12,994. Alinham mais 22 pilotos

MotoGP – 1.ª linha: Dani Pedrosa (Honda), 1.59,053; Marc Marquez (Honda), 1.59,462; Valentino Rossi (Yamaha), 1.59,726; 2.ª linha: Jorge Lorenzo (Yamaha), 1.59,737; Cal Crutchlow (Honda), 2.00,199; Andrea Iannone (Ducati), 2.00,224; 3.ª linha: Andrea Dovizioso (Ducati), 2.00,423; Maverick Viñales (Suzuki), 2.00,478; Bradley Smith (Yamaha), 2.00,652. Alinham mais três pilotos.

Moto2 – 1.ª linha: Thomas Luthi (Kalex), 2.06,383; Johann Zarco (Kalex), 2.06,510; Alex Rins (Kalex), 2.06,837; 2.ª linha: Jonas Folger (Kalex), 2.07,070; Lorenzo Baldassarri (Kalex), 2.07,199; Sandro Cortese (Kalex), 2.07,224; 3.ª linha: Takaaki Nakagami (Kalex), 2.07,422; Sam Lowes (Speed Up), 2.07,499; Alex Marquez (Kalex), 2.07,515. Alinham mais 24 pilotos.