Siga-nos

Perfil

Expresso

Desporto

Surfistas portugueses fazem história em Peniche

  • 333

O surfista português Frederico Morais conseguiu uma das melhores pontuações neste primeiro dia de campeonato

WS/Poullenot

Frederico Morais e Vasco Ribeiro conseguiram vencer os seus adversários e passar diretamente à terceira ronda da prova. É a primeira vez que dois surfistas portugueses conseguem este feito. O Expresso está em Peniche a acompanhar a 10ª e penúltima etapa do campeonato mundial de surf

Helena Bento

Jornalista

O feito é inédito e chega como uma surpresa. No primeiro dia do campeonato mundial de surf, esta sexta-feira, Frederico Morais (conhecido por “Kikas”) e Vasco Ribeiro conseguiram vencer os seus adversários e passar diretamente à terceira ronda da prova, que se disputará nos próximos dias.

Em seis anos em que o evento se realiza em Portugal, é a primeira vez que dois surfistas portugueses conseguem esse feito, que até à data tinha sido alcançado apenas numa ocasião (Kikas fê-lo em 2013).

Vasco Ribeiro, de 20 anos, que participa pela primeira vez no campeonato (é o campeão mundial de juniores em título), venceu dois surfistas que o superam em idade e experiência: Michel Bourez, nascido na Polinésia Francesa, e o australiano Owen Wright, que é terceiro no ranking e um dos que ainda podem chegar ao título mundial este ano.

Encorajado pela vitória do seu “compatriota e colega”, como veio a afirmar depois, Frederico Morais conseguiu uma das melhores pontuações do dia ao vencer o americano Kolohe Andino, que lidera o ranking de qualificação para o circuito mundial, e ao atirar para a repescagem o brasileiro Adriano de Souza, que é número dois do ranking e disputa este ano o título de campeão mundial.

Em entrevista ao Expresso, Frederico disse que os minutos finais da prova foram “difíceis”, porque, na situação em que ele se encontrava, “o surfista nunca sabe bem o que há de fazer, se colocar pressão aos outros surfistas ou se tentar melhorar a sua pontuação final”. Prova terminada e vitória mais que certa, o surfista de 23 anos tem a certeza de ter feito “a melhor decisão ao tentar gerir a prioridade de onda que tinha e ao colocar alguma pressão” sobre os adversários.

É a segunda vez que Frederico Morais vence frente ao número dois do ranking. Em 2013, na mesma prova, e igualmente presente graças a um convite da organização, eliminou Kelly Slater, considerado a lenda do surf (foi campeão mundial 11 vezes). Comparando as duas vitórias, o surfista português diz que “foram ótimas e muito disputadas” , e que as duas o deixaram “muito orgulhoso” de si mesmo.

Menos razões para festejar terá Tiago Pires, ou “Saca”, que ao fim de seis participações neste evento continua sem conseguir vencer uma ronda e quebrar a “maldição”.

Tiago Pires vai enfrentar o brasileiro Adriano de Souza na próxima ronda, que foi um dos seus melhores amigos durante os anos em que competiu com a elite mundial. Aos jornalistas, depois de terminar a prova, disse que Adriano era “o último surfista com quem queria calhar no campeonato”.

  • Adrian Buchan: o surfista “mais inteligente” do circuito mundial de surf

    Adrian Buchan escreveu uma história quando era miúdo que foi publicada em livro em 2009. Depois disso, passaram a considerá-lo “o surfista mais inteligente” e “mais astuto” do circuito mundial de surf. É verdade que o pai é professor de inglês e que Adrian gosta da poesia de William Blake, mas isso não parece ser assim tão relevante. O Expresso está em Peniche a acompanhar a 10ª e penúltima etapa do circuito mundial de surf

  • Se a onda não está boa, há que esperar

    O campeonato de surf, que decorre em Peniche, voltou a ser adiado. É sempre assim. Se a onda não está boa, há que esperar, e essa espera pode ser de vários dias. Enquanto a prova não arranca, pode ler aqui sobre os seis surfistas que, feitas as contas, têm mais probabilidades de vencer o campeonato mundial, cuja etapa final se disputa em dezembro, no Havai. O Expresso está em Peniche a acompanhar a 10ª e penúltima etapa do campeonato mundial de surf, que decorre de 20 a 31 de outubro