Siga-nos

Perfil

Expresso

Desporto

Mais vale um pássaro na manita do que dois a voar

  • 333

José Sena Goulão/ EPA

Sporting goleou os albaneses do Skënderbeu, por 5-1, e deixou a qualificação para a próxima fase da Liga Europa em aberto. Isto tudo enquanto conseguia o mais importante: descansar jogadores para o dérbi

Com ou sem rotatividade no onze inicial, nem o mais pessimista dos sportinguistas imaginaria outro desfecho que não a vitória do Sporting, esta noite, em Alvalade. É verdade que o registo leonino na Liga Europa até agora não era propriamente auspicioso (derrota em casa com o Lokomotiv e empate na Turquia com o Besiktas), mas o adversário desta quinta-feira era ainda mais verdinho nestas coisas da Europa: não só não tinha qualquer ponto e golo marcado, como foi a primeira equipa albanesa a conseguir a qualificação para a fase de grupos da prova.

Vai daí que Jorge Jesus tratou este jogo como já tinha tratado os anteriores: como meio de promover a rotatividade na equipa, pondo a jogar quem tem menos minutos no campeonato (Tobias, Jonathan, Paulista, André Martins, Matheus Pereira, Montero e Mané) e deixando a descansar quem tem mais (Jefferson, William, Adrien, Ruiz, Slimani e Téo).

A fórmula tinha tudo para dar certo: os albaneses, montados num contido 4-5-1, não eram grande ameaça e o Sporting começava já hoje a preparar o dérbi de domingo na Luz. Não demorou muito para Montero, após um grande passe do (super talentoso) puto Matheus, ameaçar o golo, logo no início do jogo, mas demorou muito para a bola entrar.

Matheus já soma quatro golos em dois jogos

Matheus já soma quatro golos em dois jogos

José Sena Goulão/ EPA

O Sporting tinha mais posse de bola e mais ataques, mas a velocidade na circulação era pouca e os albaneses iam aguentando o empate. Pelo menos até o avançado Salihi meter os pés pelas mãos: aos 14 minutos levou um amarelo por protestos; aos 24 levou outro por meter uma mão na bola.

A partir daí só deu Sporting e os golos sucederam-se: Aquilani, aos 38' (mais um disparate albanês, no caso, de Jashanica, que fez um penálti desnecessário); Montero, aos 41' (Vangjeli ficou com inveja de Jashanica e decidiu imitá-lo); Matheus, aos 64' e aos 77' (o puto de 19 anos tem quatro golos em dois jogos e já confirmou que é mais um craque da Academia); e Tobias, aos 69'.

A acabar, já com a manita no bolso, o Sporting ainda deixou o Skënderbeu marcar o golo de honra (o primeiro na prova e o primeiro de uma equipa albanesa em Portugal), por Jashanica. Por aquela altura já toda a gente pensava no jogo de domingo. O Sporting mantém intactas as esperanças de passar a fase de grupos da Liga Europa, sim, mas o que interessa mesmo, aos adeptos e a Jesus, é o campeonato. E, aí, o Sporting já vai com cinco pontos de avanço sobre o rival (que, ainda assim, tem menos um jogo). Domingo, na Luz, há tira-teimas. Sem rotatividade.